Apagão paralisa o aeroporto Salgado Filho há mais de uma hora. Aviões fazem fila na pista.

Pouco depois das 16h, os alemães liberaram os serviços, mas com a forte retomada das chuvas, resolveram paralisar tudo de novo.

Oito aviões de passageiros estão parados na pista do aeroporto Salgado Filho há mais de uma hora, aguardando que os trabalhadores aeroportuários apareçam para fazer o serviço de desembarque e embarque.

É um apagão.

O editor procurou informações com o novo administrador, a empresa alemã Fraport, mas a empresa linmitou-se a dizer que neste momento, 15h52min, há muita incidência de raios nas imediações do aeroporto.

No saguão, centenas de passageiros e familiares de passageiros aguardam operações de embarque e desembarque.

14 comentários:

  1. Foi só gavar a pontualidade do aeroporto que fedeu! Quando o zeca gava dá nisso!

    ResponderExcluir
  2. Deve ser greve dos vagabundos que trabalham para a Infraero!

    ResponderExcluir
  3. È A CEEE A FORNECEDORA DE ENERGIA?
    MUITA COINCIDÊNCIA DEPOIS DA PRIVATIZAÇÃO...SERÁ QUE TEM GATO NA TUBA?

    ResponderExcluir
  4. Entrega pros alemães administrarem!!!

    ResponderExcluir
  5. Kkkkkk, é divertido ver a esquerdalha tentar, de qualquer forma, mostrar que a privatização é inferior ao serviço público. Tempestade com raios e a Fraport segura, com razão, os aviões em função da segurança. Mas para a esquerdalha uma vez privatizado o aeroporto os alemães tinham que dar um jeito até de parar a tempestade. Vai ver quando era a Infraero eles conseguiriam fazer isso e muito mais!

    ResponderExcluir
  6. O que a CEEE tem a ver com o fato, retardado? faltou energia o aeroporto por acaso?
    Não sabe nem interpretar um texto.

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante....nao seria "greve" da companheirada contra a privatização do aeroporto?

    ResponderExcluir
  8. Aos "humanistas", os fatos:
    Um funcionário da empresa Dnata teve de ser socorrido no Aeroporto Internacional Salgado Filho, na tarde desta quarta-feira, após a queda de um raio, próximo dele. Conforme informações da assessoria de imprensa da Fraport, que gerencia o aeroporto, o trabalhador da companhia, de manutenção de aeronaves, recebeu atendimento em um hospital e passa bem, embora ainda em observação.

    O homem fazia reparos em um avião da Azul, estacionado no terminal 2, quando a descarga elétrica atingiu a aeronave, durante a tempestade registrada na zona Norte de Porto Alegre.

    Das 15h às 16h30min, o aeroporto ficou totalmente fechado para pousos e decolagens devido ao mau tempo. Nove voos tiveram atrasos, incluindo uma aterrissagem da Azul. O avião teve de realizar manobras em aeroportos próximos antes de pousar no Salgado Filho.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns à privatização e a freeport kkkk

    ResponderExcluir
  10. Bem amigos, vamos parabelizar a vanguarda do atrazo, eles conseguiram, tenho de reconhecer

    ResponderExcluir
  11. Não pode elogiar?Tá parecendo um fincionario que conhevi, batava o supervidor elogiar que na semana seguinde aparecia uma pisada na bola do funcionário.Os colegas ate5brincava vom o supervisor, não elogia fulano que será prejudicial para ele.

    ResponderExcluir
  12. Mas se fosse a Infraero já tava tudo resolvido, certamente.

    ResponderExcluir
  13. Nos USA, quando há tempestade elétrica na área do aeroporto, cessam todas as atividades. Aliás, os parques públicos também são fechados pelo mesmo motivo, com aviso sonoro e luzes estroboscópicas avisando o fechamento dos parques.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.