Datafolha, 2o turno: Dilma, 48%; Aécio, 42%. Dentro da margem de erro de três pontos, empate técnico.

Do blog do Coronel.

Em 2010, às vésperas do primeiro turno, o Datafolha dava 50% de votos válidos para Dilma. Havia uma séria possibilidade de não haver segundo turno. Quando as urnas se abriram, Dilma obteve 46,9%. Para o segundo turno, o Datafolha mostrava Dilma Rousseff com 52% dos votos válidos contra 40% de José Serra. Uma diferença de 12%.

. Hoje, quatro anos depois, Dilma é dada com 46% dos votos válidos no primeiro turno. Mas a grande diferença está no confronto do segundo turno. Ali a petista aparece com 48% dos votos válidos, contra 42% de Aécio Neves. Uma diferença de 6%. A metade do que o Datafolha mostrava em 2010. E apenas 2% a mais do que o Datafolha prevê que terá no primeiro turno.


. A conclusão óbvia é que temos um candidato mais competitivo, mesmo que ele vá fazer menos votos do que Serra fez no primeiro turno. A votação de Aécio está projetada em 25% e Serra passou de 30% em 2010. No entanto, existe um profundo sentimento anti-PT que coloca Aécio em mais condições de vencer a eleição. Na verdade, para eliminar os 6%, no confronto direto com Dilma, basta subir 3%. Há muitas chances do Aécio vencer a eleição.

2 comentários:

  1. e tudo isso com a trairagem de sempre da dupla dinâmica de tucanos paulistas, Çerra e Auquimin...

    da-lhe, Aecio!

    ResponderExcluir
  2. www.diariodopoder.com.br
    Medida cogitada na Casa Civil da Presidência causa grande comoção entre diplomatas: autoriza a nomeação de pessoas de fora da carreira, sem qualificação, para cargos em comissão do Ministério das Relações Exteriores. Argentina e Venezuela fizeram isso, e hoje esses países não têm mais serviço exterior levado a sério mundo afora. O Itamaraty é um dos raros órgãos ainda não inteiramente aparelhados pelo PT.
    Agora começa a fazer sentido do porquê os alunos do curso de RI da UFRGS terem PeTralhado em ma$$a. Não poderia ser só por viagens prá tudo quanto é lugar com todas as despesas pagas.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.