Prisão de ex-diretor da Petrobrás complica mais ainda a situação de Dilma no caso Pasadena

Foi preso, na manhã desta quinta-feira, Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras; ele vinha sendo investigado no âmbito da Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. Segundo a PF, ele vinha tentando destruir provas.

. Paulo Roberto Costa, indicado pelo PP para o cargo, também está envolvido na compra da refinaria de Pasadena, no Texas.

. Na residência de Costa, que recebeu carro de presente de um doleiro, foram encontrados R$ 700 mil e mais US$ 200 mil em espécie.

6 comentários:

  1. Este que foi preso é peixe pequeno, há muitos outros maiores e bem piores aparelhando a quase falida Petrobrás. Quanto ao conselho que aprovou esta compra, as responsabilidades são bem claras e o "eu não sabia de nada" voltou a reluzir.

    ResponderExcluir
  2. Que chato para os bancos. Esses caras não confiam nos bancos. Preferem deixar o dinheiro nos cofres de casa mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Cabeça de vaca sgarbi, por favor dá tua opinião sobre mais este ladrão que estava misturado com os petistas marxista, e defende o gatuno. Sgarbi cabeça de touro, eu acho que por razões emocionais estás queimando muita pedra e fazendo as vezes de aspirador de carreirinha. Mais um ladrão da quadrilha do Barba que vai dizer que não sabia de nada e que esses mais de um milhão de reais encontrados em sua casa, ele nem sabia que estavam lá.

    ResponderExcluir
  4. só falta bio diesel
    deve ter negócios escusos


    passo fundo


    bio diesel o lixo do pt

    ResponderExcluir
  5. PP e PT juntinhos nas falcatruas. E os trouxas que comentam aqui passam o dia se digladiando. Que piada.

    ResponderExcluir
  6. Como dizia aquele "filósofo": nunca antes neçepaiss!

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.