Australiano constrói bunker no pátio e dali acompanha o incêndio que destrói sua casa


Na cidade de Buchan, acostumados à sazonalidade dos incêndios australianos, e prevendo que um dia pudessem lhes atingir e queimar as matas no entorno de sua residência, perto do Parque Nacional Snowy River, o pecuarista Donald Graham e a esposa construíram uma estrutura subterrânea.

"Pensamos que era apenas uma questão de tempo, e definitivamente haveria um incêndio", afirmou o senhor de 68 anos. Foi a decisão que salvou suas vidas. 

Neste verão, os incêndios florestais atingiram a Austrália e queimaram quase 12 milhões de hectares, destruindo milhares de casas e matando 33 pessoas, incluindo vizinhos do casal. Quando os incêndios atingiram Buchan, pequena comunidade agrícola, tudo o que os moradores puderam fazer foi correr. Menos os Graham, que observaram as chamas destruindo casas e matas à volta, incluindo a própria residência, enquanto espiavam o desastre por uma espécie de periscópio instalado no bunker, de onde vigiavam a superfície calcinada.

4 comentários:

  1. Era melhor ter retirado a vegetação ao redor da casa numa distância de segurança. Fazer a casa de pedra e a prova de fogo.

    ResponderExcluir
  2. Alguém pode informar, se o papa comunista, o Macron da França, a pirralha sueca da greta e o willian bonner estão preocupados com o incêndio na Austrália....????? pq estão quietos....???

    ResponderExcluir
  3. Muitos chamavam de loucos moradores que construíram bunkers ou espaço no subsolo de suas casas para terem onde se protegerem Mas vivemos em um monte onde há muitas tragédias e essas pessoas só querem um lugar mais seguro onde podem se proteger em situações como essas, especialmente quem vive em regiões do mundo onde há furacão, tornados, chuvas fortes, incêndios e adversidades da natureza.

    ResponderExcluir
  4. Hoje em dia as demandas são artificialmente geradas.Há financiamentos e critérios para financiamentos.E se a realidade não se enquadra é modificada de acordo.Creio que esses incêndios na Austrália,em Portugal,na amazônia e outros lugares há mais do que consigamos captar.As pessoas não ficam mais esperando as coisas acontecerem na direção de seus anseios.Isso deve ser levado em consideração.A pergunta,quem lucra com essas sazonalidade a de incêndios eu creio ser válida,sem querer ser leviano.O mundo ficou muito confuso!E as razões e autores,via de regra, estão sempre por perto do fato.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.