59,5% acham que Moro continua ótimo e bom no combate à corrupção (26,3% acham que é regular)

O Instituto Paraná Pesquisas acaba de liberar os resultados da pesquisa de opinião pública que fez no País, tudo para saber a percepção dos brasileiros em relação à atuação do ministro Sérgio Moro no combate à corrupção, um ano depois de ter deixado a Lava Jato.

Eis os resultados:

Ótima, 33,2%
Boa, 26,3%
Regular, 18,3%
Ruim, 7,7%]
Péssima, 11%

7 comentários:

  1. A manchete real é essa.

    A aprovação de Sérgio Moro era de 82,6% em novembro de 2018, antes de assumir o cargo, segundo a Paraná Pesquisas.Agora o ministro da Justiça tem 59,5% de aprovação acerca do combate à corrupção. O instituto realizou nova sondagem entre os dias 14 e 18 de dezembro de 2019.

    A queda do ex-juiz da Lava Jato foi de 23,1% em apenas um ano. Se continuar nesse ritmo, Moro chegará em 2022, ano de disputa presidencial, com devendo popularidade e aprovação.




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito correta a pesquisa e mostra um fato que qualquer pessoa com educação política já sabe: O NÚMERO DE PORCOS COMUNISTAS E VERMES DE ESQUERDA É DE APENAS 10%... Quando o brasileiro entender que é 100% conservador, será decretada temporada de caça a PORCOS COMUNISTAS... ao melhor estilo CCCs

      Excluir
  2. Qual a contribuição do Paraná para o Brasil? - não vale citar o agronegócio, pois até este foi levado pelos gaúchos pra lá. Qual o protagonismo do Paraná?

    Qual o protagonismo de SC na história e na economia do país, sendo que seus estados vizinhos produzem muito mais?

    Ambos não suportam o povo gaúcho porque o RS sempre foi PROTAGONISTA na região Sul (no futebol, com títulos mundiais e torcida nos três estados; na economia, sendo o estado mais industrializado e rico; na literatura; na arte; no turismo com a Serra Gaúcha sendo o destino mais badalado; aqui temos as melhores universidades, os melhores hospitais e centros de pesquisa; na política, pois para o bem e para o mal, PR e SC sempre foram irrelevantes politicamente). Eles vibram com a crise no RS porque será a chance deles de se tornarem "alguém". Mas vão morrer na praia, nas praias SUJAS E POLUÍDAS DE SC, o gaúcho é muito mais trabalhador e mesmo na crise, está CRESCENDO mais.

    Se tirarem os gaúchos e paulistas do PR, o que sobra naquele estado sem graça?
    Se os gaúchos empreendedores saírem de SC o que será daquele estado, já que qualificação e inovação não é o forte deles?


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa parabéns, quase tapou o sol com a peneira kkkkkk... O povo gaúcho é lá em Uruguaiana, Alegrete, Itaqui, é o povo do campo, do Pampa, o que destruiu o RGS é o povinho da capital, ratazanas esquerdistas, polo gerador de comunas, pt pt saudações... Não tem nada de gaúcho, gaúcho é o povo do Pampa, Argentino, Uruguaio, Paraguaio e brasileiro... Mas essa história fica para um livro... Gaúcho povo sem fronteira, povo do Pampa.

      Excluir
    2. Então substitui o termo gaucho pelo gentilico rio-grandense. Mas a verdade é a mesma.

      Excluir
  3. Atenção para o número mais importante: 11% !!!
    Êsse é o total da quantidade de petistas!
    O PT só ganhava as eleições porque comprava o apoio dos partidos de aluguel.

    ResponderExcluir
  4. Não fui entrevistado mas aqui de Pernambuco acho o trabalho do Sérgio moro ótimo, excelente

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.