Bolsonaro quer pagar do próprio bolso por novo laudo sobre Adélio Bispo, o agente vermelho

O presidente mencionou ir às "últimas consequências" e pagar a emissão de um novo laudo, dizendo ter certeza de que agressor agiu contratado para assassinar. Jair Bolsonaro pretende recorrer da decisão que absolveu Adélio Bispo de Oliveira, autor do ataque a faca que sofreu durante a campanha eleitoral em Juiz de Fora (MG), em setembro do ano passado. 

“Estou tomando as providências jurídicas do que posso fazer para recorrer. Normalmente o Ministério Público pode recorrer também, vou entrar em contato com o meu advogado”, disse Bolsonaro.

17 comentários:

  1. Em outras palavras: a PF chefiada pelo chefe dos promotores da Lava-Jato é incompetente, e ele quer comprar um laudo que fale o que ele quer ouvir...

    ResponderExcluir
  2. Ora, vamos contratar um hacker e invadir os eletrônicos de Jean Willis, do advogado...Não vale tudo?

    ResponderExcluir
  3. Ora, vamos contratar um hacker e invadir os eletrônicos de Jean Willis, do advogado...Não vale tudo?

    ResponderExcluir
  4. Tem que rastrear o dinheiro, como um louco conseguia emprego num país com mais de dez milhões de dezempregados? Como ele conseguiu dinheiro para viajar e fazer um curso de tiro?
    Eu acho que Adélio e um profissional do crime, presta serviços ao PCC.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inclusive ele treinava tiro com o filho do Bozo...

      Excluir


  5. Convém que ele tenha mais respeito com a PSIQUIATRIA por que ciência e assim pode atingi-lo também.

    ResponderExcluir
  6. E, os quatro cartōes bancários que o marginal tinha consigo.... também é coisa de louco ? APLIQUEM OUTRA... ESTA NÃO COLOU....

    ResponderExcluir
  7. A questão é quem é o mandante, e adicionalmente quem pagou as despesas de Adélio e quem pagou o advogado.
    O psicótico Adélio Bispo foi instrumentalizado por alguém, e esta pessoa, ou grupo, tem que ser punido.

    ResponderExcluir
  8. Ele falou ontem no JN que suspeita de alguem que foi o mandante.
    Ora, a Policia Federal deve ouvir Bolsonaro e fazer ele falar o que sabe e dizer o nome do mandante.
    Porque nós estamos cada vez mais desconfiados que foi tudo montagem

    ResponderExcluir
  9. Não precisaria qualquer laudo, pois Adélio recém havia feito exame psicológico para curso de tiro e foi aprovado.

    ResponderExcluir
  10. Quebra o sigilo vanxario e telefônico dos ultimos 10 anos desse anjinho, vai ver se não sai cobras e lagartos.

    ResponderExcluir
  11. Quebra o sigilo bancário e telefônico dos ultimos 10 anos desse anjinho, vai ver se não sai cobras e lagartos.

    ResponderExcluir
  12. Caro Políbio
    Comunista é foda, já que consegue ter a cara de pau ou seria doença, de negar o obvio. O ato terrorista perpetrado por Adélio x Bolsonaro foi filmado ao vivo e a cores, bem como as sucessivas operações em consequência deste ato, mas, os psicopatas negam. Sem mais.
    Esther

    ResponderExcluir

  13. Pois é... pra maluco esse tal Adélio me parece que passa longe... tem muita coisa estranha nessa "estória", que parece que querem (?) deixar em baixo do tapete...
    O Presidente precisa ir à luta.!!!! com certeza!! Chega de casos políticos, sem solução.!!!

    ResponderExcluir
  14. Uma entrevista coletiva do Adélio ("Fatima Bernardes ou Bial") já provaria que ele é louco "de" alguém.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.