Inflação do IGP-10 de janeiro despencou para valer. É a deflação chegando.


A inflação do IGP-10 registrou deflação de 0,26% em janeiro, conforme divulgado há pouco pela FGV. O resultado foi menor do que o total esperado pelo mercado (-0,05%). 

O menor ritmo de queda em relação a dezembro, quando o índice registrou deflação de 1,23%, refletiu os recuos menos intensos do IPA industrial (-0,48% contra -1,82% no mês passado) e do IPA agrícola (-0,92% ante -1,85% em dezembro), com destaque para os preços de combustíveis, minério de ferro e carne bovina. Além disso, a elevação do preço de produtos químicos fez com que o núcleo do indicador (que exclui indústria extrativa, combustíveis e produtos alimentares) acelerasse neste mês. No mesmo sentido, o IPC registrou alta de 0,45%, acima da deflação de 0,09% do mês anterior – tendência que deverá ser observada também no IPCA de janeiro. Por fim,  o INCC variou 0,29%, em linha com a sazonalidade do período. 

Em doze meses, o índice total acumulou alta de 6,80%. Esperamos aceleração do IGP em suas próximas leituras.

2 comentários:

  1. Tá, mas o que significa IGP-dez, bateria dezzzzzzzzzz

    ResponderExcluir
  2. Com 30 milhões entre desempregados e pessoas vivendo de bico sem dinheiro para comprar o básico, só pode dar deflação.
    E ainda tem uns hiperinteligentes que festejam

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.