Balança de pagamentos continua apresentando resultado confortável. Eis os dados de dezembro.

Resultado do balanço de pagamentos em dezembro reforçou quadro confortável das contas externas em 2018.

Os dados do balanço de pagamentos de dezembro, divulgados ontem pelo Banco Central, reforçaram o cenário favorável das contas externas brasileiras, com um déficit modesto na conta corrente e ingressos de investimento direto no país ainda muito fortes. No mês, o saldo em transações correntes foi negativo em US$ 815 milhões – déficit superior ao esperado pelo mercado (US$ 300 milhões). O resultado é fruto de um superávit da balança comercial, de US$ 6,2 bilhões e de transações unilaterais, de US$ 140 milhões, que compensaram parte dos saldos negativos de serviços (- US$ 3,2 bilhões) e de renda primária (- US$ 3,8 bilhões). Na conta financeira, o fluxo de investimento direto no país (IDP) registrou ingresso de US$ 8,9 bilhões. A taxa de rolagem da dívida externa, por sua vez, ficou em 87%, inferior aos 107% verificados em novembro. Com isso, o déficit acumulado em conta corrente chegou a US$ 14,5 bilhões (equivalente a 0,77% do PIB) em 2018, enquanto o ingresso de IDP acumulou US$ 88,3 bilhões (4,7% do PIB) no período. 

O mercado acha que esse quadro confortável das contas externas será mantido neste ano, com um déficit em conta corrente amparado por resultados ainda robustos das exportações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.