Blairo Maggi compra fazenda Itamaraty Norte por R$ 2,2 bilhões

Maggi.

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, arrematou a fazenda Itamarati Norte por R$ 2,2 bilhões dos herdeiros de Olacyr de Moraes.

 Com 105 mil hectares, a propriedade se tornou um símbolo do desenvolvimento de Mato Grosso e do potencial agrícola do Centro-Oeste brasileiro.

Dentro da propriedade, além de 11 pistas para pousos e decolagens, hangar e dezenas de silos, há uma vila que abriga centenas de funcionários da unidade.

11 comentários:

  1. Quanto mais pistas de pousos e decolagens para o narcotráfico melhor...

    ResponderExcluir
  2. Tudo dinheiro ganho de forma "honesta", é claro...

    ResponderExcluir
  3. É uma profissão promissora esta de político. Se jogadores de futebol descobrirem este fato não teremos mais futebol no Brasil.hahahahaha

    ResponderExcluir
  4. FAÇANHA, o ADVOGADO do POVO.10 de janeiro de 2018 13:34

    Latifúndio produtivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fruto de inúmeras malas de dinheiro. É furto do trabalho dele como político. Kkkk

      Excluir
  5. Como explicar um multi milionário com Blairo Maggi,estar ministro da agricultura?

    Simples:no poder tem as informações que quiser.

    ResponderExcluir
  6. Por que Polibio nao fala en prender ele tb ?ou voce acha que so o lula roubou ou e' por ideologia ? Ingenuo util ou mentiroso vendido

    ResponderExcluir
  7. O que o MST quer em Porto Alegre quando poderia estar em um outro lugar de 2,2 bilhões?

    ResponderExcluir
  8. Fico imaginando onze pistas de pouso e decolagem....kkk, lembram do avião com cocaína......

    ResponderExcluir
  9. Não sendo do Pete.... é "onesto"....qta hipocrisia...

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.