Procuradora-geral da Venezuela diz que Odebrecht levou US$ 30 bi por obras inacabadas

A procuradora-geral da Venezuela, a chavista-histórica Luisa Ortega Díaz, hoje rompida com Maduro, afirma que a Odebrecht recebeu US$ 30 bilhões por obras inacabadas em seu país.

O ditador Nicolás Maduro não admite investigações sobre o sistema de corrupção montado pela empreiteira no País.

Para a procuradora-geral, há fortes indícios de "superfaturamento e desvio de recursos":

- Se todos os contratos foram pagos, por que as obras não foram concluídas? A maioria está totalmente parada.

Quem levou a Odebrecht para a Venezuela foi Lula, na época de Hugo Chaves.

10 comentários:

  1. TEMER TORROU R$ 4,1 BI EM EMENDAS PARA SE SAFAR:

    Para conseguir o apoio parlamentar necessário para barrar a denúncia de corrupção apresentada por Rodrigo Janot, Michel Temer torrou R$ 4,1 bilhões em emendas parlamentares apenas em junho e julho – o equivalente a 97% do total liberado o ano inteiro –, e direcionou o foco do Executivo para projetos destinados às prefeituras, como o programa de regularização fundiária; Temer montou ainda uma verdadeira maratona de reuniões: recebeu mais de 160 deputados e senadores; o peemedebista, no entanto, não deve ter muito tempo para comemorar; antes de deixar o cargo, Janot apresentará uma nova acusação de obstrução da Justiça e organização criminosa.

    30 DE JULHO DE 2017

    247 - Michel Temer tanto manobrou que deve conseguir escapar da primeira denúncia da Procuradoria-Geral da República feita contra ele.

    O peemedebista recebeu mais de 160 deputados e senadores, acelerou emendas parlamentares, lançou “pacotes de bondades”, manteve como aliado Rodrigo Maia (DEM-RJ), seu eventual sucessor, e se beneficiou das “ruas vazias”.

    Desde 17 de maio, quando veio à tona o conteúdo da delação premiada do empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, Temer recebeu em seu gabinete no Palácio do Planalto 133 deputados federais e 30 senadores. Após a denúncia chegar à Câmara em 29 de junho, Temer iniciou uma verdadeira “blitze política” para receber deputados e convencê-los a votar contra a abertura de investigação no Supremo Tribunal Federal. Em um único dia, recebeu 30 parlamentares.

    O peemedebista atendeu a interesses da base, como a liberação de R$ 4,1 bilhões em emendas parlamentares apenas em junho e julho – o equivalente a 97% do total liberado o ano inteiro –, e direcionou o foco do Executivo para projetos destinados às prefeituras, como o programa de regularização fundiária. A pouco mais de um ano das eleições de 2018, a oferta de recursos para obras em municípios tem como objetivo ajudar deputados e senadores a colher dividendos em suas bases eleitorais.

    No entanto, uma nova denúncia contra Temer, com a acusação de obstrução da Justiça e organização criminosa, deve ser apresentada por Janot, que vai deixar o comando do Ministério Público Federal no dia 17 de setembro. Novas delações também podem voltar a conturbar o ambiente político.

    As informações são de reportagem de Isadora Peron e Carla Araújo no Estado de S.Paulo.

    PS: Farra do boi?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô, petralha idiota, burro, retrógrado, retrocesso, sujo, imoral, incoerente. .

      Tu achas que alguém lê essas cópias para encher linguiça????

      Não tens argumentos, és burro mesmo, porque sempre usas palavras dos outros...

      Excluir
  2. Lista de Furnas, usada em processo por Gilmar, é anexo da delação de Valério:

    28/07/2017

    Jornal GGN - Uma versão da famosa "lista de Furnas" virou um anexo da delação premiada de Marcos Valério junto à Polícia Federal, segundo informa o Painel da Folha desta sexta (28).

    O documento já foi descreditado pelo próprio publicitário no passado e usado pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, para processar a CartaCapital. O magistrado arrancou R$ 507 mil da revista em indenização. "Gilmar aparecia no papel como destinatário de R$ 185 mil", comentou a coluna. Ao lado de seu nome, aparecia 'AGU'."

    A lista "enumera repasses de propina a dezenas de autoridades. A peça é controversa. Anos atrás, outras versões da planilha foram encontradas com Nilton Monteiro, o estelionatário que fez a chamada 'lista de Furnas'. Na ocasião, o próprio Valério disse que os papéis eram falsos", publicou.

    Segundo a coluna, Valério ofereceu a versão da lista na delação que tentou fechar com o Ministério Público de Minas Gerais. Mas a Promotoria rejeitou o acordo com o réu do mensalão, que terá a colaboração analisada pelo Supremo Tribunal Federal, já que cita nomes com foro privilegiado, como Aécio Neves.

    Com Gilmar, a controversa consiste no fato de Valério alegar que "elaborou o documento em 1999. Mendes, porém, só foi nomeado advogado-geral da União em janeiro de 2000."

    Procurado, o advogado de Gilmar já avisou que se a lista for usada, "tomará novas medidas."

    Além do ministro, empresários, políticos e outras autoridades são citadas.

    PS: Essa gente não aprende? Delação Premiada só cola se for contra o PT, lula, dilma ou alguém ligado ao PT, a República de Curitiba que o diga.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Olha aí de novo!!

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Ô petralha burro, do"corta-cola"

      kkkkkkkkkkkk

      Dá pra perceber que NÃO SABES ESCREVER, aliás, só zé-mané petralha é quem precisa usar as palavras já formuladas por outras cabeças!!

      É nisso que dá se achar esperto, e não estudar!!

      E depois fica aí, destilando inveja, de quem estudou e passou em concurso ou seleção de melhores quadros técnicos!

      Bem feito!! Não quis ouvir teus pais! Te achavas muito esperto, pra perder tempo estudando!!

      Luladrão também se achava muito esperto, e não estudou, achou mais fácil roubar, e morrerá com a pecha de ser o maior filho-da-put@ da história do Brasil, do mundo!! Seus netos têm i-pad, mas serão hostilizados para sempre, julgados pelo sangue ruim dos "lula da silva".

      Excluir
  3. Vê-se que a corrupção petista se espalhou e enraizou por toda a América Latina.

    ResponderExcluir
  4. Conversa fiada, a Venezuela não tinha dinheiro nem para dar a parte de 1,25 bilhões na sociedade da Refinaria Abreu e Lima.Esquerdistas estão querendo dinheiro fácil, como sempre, muitos países estão indo na mesma direção, tentando tirar uma lasquinha da situação. Agora pergunta se ela acredita que o Maduro recebeu milhões em propinas como esta sendo delatado.Provavelnente ela dirá que é mentira.Quem acredita numa palavra dessa esquerda escarlate bolivarina atrsada filiada ao Foro de São Paulo?

    ResponderExcluir
  5. Maduro e seus amiguinhos bolivarianos brasileiros sabem muito bem onde estão estes 30 bilhões de dólares, Rose a amante, também sabe.

    ResponderExcluir
  6. Esta mulher corajosa vai morrer em breve.......

    ResponderExcluir
  7. É.....pergunte a Lula. O povo brasileiri tbm foi roubado. Pergunte ao doutor honoris causa. Kkkkk

    ResponderExcluir
  8. Nao existe ex. So denunciou porque nao levou o dela. Tem culpa mo car to rio.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.