"Maconha na adolescência é uma fábrica de losers",diz o psiquiatra Sérgio de Paula Ramos

Esta reportagem e a entrevista assinada pela jornalista Larissa Roso, explica em três contundentes páginas, o que pensa o especialista em dependência química com mais de 40 anos de carreira, o médico ressalta que a intervenção precoce é fundamental. Apesar de árduo, o desafio da recuperação, se encarado no início do problema, apresenta chances "fantásticas" de êxito.

Está tudo em três páginas do excelente caderno doc de Zero Hora deste final de semana. Não é sempre que o caderno apresenta a qualidade do material destes sábado e domingo.

Leia tudo:

A dependência química é uma doença democrática, define o psiquiatra e psicanalista Sérgio de Paula Ramos, 67 anos. Atinge, na mesma medida, as classes alta, média e baixa. No país, 12% da população têm transtorno por uso de álcool; de 4% a 5%, por consumo de outras drogas; e dependentes de tabaco somam 13% dos brasileiros. É o grande problema de saúde pública deste século, segundo o médico, uma das mais destacadas autoridades no tema.

– E, com a legalização da maconha, tende a piorar o quadro. Os pais não estão mais entrando naquela de "meu filho me disse que a maconha que eu achei na mochila é do amigo dele, e eu acredito no meu filho". Eles já sabem que a maconha é do filho – exemplifica. – Maconha na adolescência é uma fábrica de losers. Tirar a cabeça da areia e enxergar a realidade é uma conduta que muda o futuro. Não dá para conviver com droga sem prejuízo. Droga nenhuma, em nenhuma dose, faz bem para a saúde. A partir de certa dose, dependendo da idade, começa a fazer mal.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

11 comentários:

  1. o termo "uso recreativo" é mais uma das muitas imbecilidades criadas pelo progressismo para acobertar as consequencias tragicaS do uso dessa DROGA imbecilizante, que produz zumbis "despreocupados e relaxados" com a vida...

    para alguns os danos apenas demoram um pouco mais de tempo para aparecer...

    mas eles aparecem...



    ResponderExcluir
  2. NO VAI SER a POPULAÇÃO URUGUAIA? Provavelmente ZUMBIS.

    ResponderExcluir
  3. Casualmente as esquerdas tem hordas de maconheiros, deu no que deu!

    ResponderExcluir
  4. Tanta coisa boa para aproveitar na vida.......

    E uma pessoa escolhe fumar maconha ....só pode ser muito frustrada na vida !!
    E quem sofre ? Nós !!Pessoas de bem que sofremos com essa violencia absurda por causa do dinheiro "investido" no crime por MACONHEIROS FRUSTRADOS com a vida !!
    SOCORRO !!

    ResponderExcluir
  5. esses comunistas sao medonhos e nao perdem tempo agora deram pra chamar maconha de "uso recreativo", absurdo mesmo, nao lembram das familias q tem de lidar com o estorvo de um filho/a maconheiros, ficam esquisofrenicos e surtam toda hra, criam problemas na visinhança e acabam sendo assassinados ou caem na mendincancia

    ResponderExcluir
  6. esses zés-droguinhas se chapando e a sociedade pagando (um alto preço)

    ResponderExcluir
  7. Até os SIMpsons já avisaram: https://youtu.be/uxLhpms7A94

    ResponderExcluir
  8. Dependente químico, alcoólatra, deveria ser esterilizado para não espalhar a tara.

    ResponderExcluir
  9. Só a maconha? A cervejinha e o "capeta" que é consumida livremente durante o verão no litoral não afeta em nada os adolescentes? Quanta hipocrisia dos homens de bem que comentaram acima!

    ResponderExcluir
  10. Nao saiu a reportagem. Só saiu a manchete

    ResponderExcluir
  11. Maconha não é vício.
    Eu mesmo fumo a 16 anos e não sou viciado.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.