Pelo terceiro mês em 2017, economia gera mais empregos do que desempregos

Pelo segundo mês consecutivo, e pela terceira vez este ano, o Brasil teve saldo positivo na geração de empregos. 

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira pelo Ministério do Trabalho, 34.253 novos postos de trabalho formal foram abertos em maio, um aumento de 0,09% em relação a abril. O resultado também foi positivo se considerados os números de janeiro a maio. No acumulado do ano, houve um crescimento de 48.543 postos de trabalho, representando uma expansão de 0,13% em relação ao estoque de empregos que havia em dezembro de 2016.

Setores e Regiões
Dos oito principais setores da economia, quatro tiveram desempenho positivo. O principal foi a Agropecuária, que gerou 46.049 novos postos de trabalho, um crescimento de 2,95%. As culturas responsáveis por esse resultado foram o café, sobretudo em Minas Gerais; a laranja, em São Paulo; e a cana-de-açúcar, em São Paulo e no Rio de Janeiro. 

CLIQUE AQUI para saber muito mais detalhes.

4 comentários:

  1. Que bom, agora nem precisa de reforma trabalhista e os políticos se queimarem votando isso e depois nunca mais se elegerem.

    esse Governo é tão bom, que agora existem empregos em demasia, não é necessário reformas nenhuma, e só deixar esse governo agir.

    ResponderExcluir
  2. Sem essa Políbio somente legalização dos que trabalhavam sem carteira assinada.

    ResponderExcluir
  3. agora com a reforma trabalhista de inicio vai abrir quase 3 milhoes de vagas

    ResponderExcluir
  4. ehehehe com essa foto o Polibio vai espantar todos os sindicalistas desse site, kkkkk

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.