Anúncio político e eleitoreiro do "Fora Sartori" pode ter custado R$ 96.425,00 para o Cpers

Muitos leitores quiseram saber, hoje, quanto o Cpers desembolsou para pagar a página inteira a cores que publicou hoje no jornal Correio do Povo.

O sindicato escolheu a página 5, ímpar, a terceira mais nobre do diário.

O editor foi até a tabela de preços de publicidade do Correio do Povo e constatou que uma página do jornal possui 175 cm/coluna, o que significa que o valor total deste tipo de anúncio é de R$ 96.425,00, já que ele não tem fins comerciais. O editor fez o cálculo pelo valor da indeterminada, mais barato do que o valor da página determinada, que foi o caso. 

Ainda que o Cpers tenha conseguido regatear preços, não conseguiu valor inferior a R$ 25.;620,00, que é o líquido do menor preço oferecido no mercado.

13 comentários:

  1. Pela ideologia o dinheiro aparece do nada, é geração espontânea , já pela educação não gastam um centavo. Já viram o CPERS fazendo alguma greve para realmente, não para demagogia barata, ajudar os alunos? O máximo que fizeram foi prejudicar centenas de milhares de alunos por dezenas de anos por dias letivos não dados, portanto roubados dos estudantes, unicamente com fins político-partidário-ideológicos! Hipócritas!

    ResponderExcluir
  2. Isso para não obter resultado algum... só para poder dizer que "fez alguma coisa"...
    Só gritaria, pois de prático, nada!
    Tinham mais que se preocupar com a baixíssima nota do IDEB que é, sem sombra de dúvidas, o resultado do "trabalho" da "catigoria" (isso mesmo, com "i"!) dos "trabalhadores da educação".
    Inseriram sociologia, sexologia ("veadismo" fica até barato), filosofia (nesta, tiraram a lógica e a moral), reinventaram a história, ideologizaram a Gegografia e esqueceram-se ou relegaram a último plano a Matemática, a Física, a Química, as Ciências.
    O resultado está no IDEB.

    ResponderExcluir
  3. O CPEWRRGS é rico, pode gastar essa fortuna. Trabalhar que é bom....nada

    ResponderExcluir
  4. Juremir 'esquerdopata' deve ter adorado. ($$$).

    ResponderExcluir
  5. Quem paga os cubanos do CPERS??????????????????

    NÓS, OS OTÁRIOS QUE TRABALHAMOS!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. políbio,
    É um belo "toco" de quase R$ 10.000,00.

    ResponderExcluir
  7. tá sobrando grana p/ os "mestres"..
    nada de aumento.. só se for de trabalho

    ResponderExcluir
  8. Para um sindicato desse porte é troco.

    Joe Montana

    ResponderExcluir
  9. Engraçado, não vimos a mesma coisa quando o embusteiro do Atraso Geinro não honrou a própria lei que criou, aquela que ele sabia que a Yeda não teria como cumprir, mas que o cpers, sempre cúmplice dos ratos e do lixo, usou para enfraquecer a Yeda.

    ResponderExcluir
  10. CPERS é a "casa da mãe Joana"!

    ResponderExcluir
  11. Todos órgãos públicos adoram criticar o Governador Sartori. Entretanto, eu preciso dizer que eu acho ele o melhor governador de todos os tempos. Porque? Porque ele esta tentando pagar as contas do RS e fazendo o trabalhador público trabalhar. Chega de mordomias, salário pago em dia, férias de 30 dias, vagabundagem, etc., etc., etc.,... agora é trabalhar e se o governo conseguir vai pagar uma parte do salário no final do mês. Por tudo isso declaro que voto no Sartori novamente.

    ResponderExcluir
  12. Brigam por aumento, pois o Sindicato fica com parte desse valor cobrando contribuições extras. O pior é que tudo está previsto na Lei. Eta Pais que necessita mudanças. Mudar quase tudo. Chega de contribuição sindical para que os dirigentes abocanhem parte dos salários de milhões de trabalhadores. Lembra da reportagem da Veja de uns anos atrás? Lanchas, mansões, etc...

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.