Saiba quem são os presos da Lava Jato da "Operação Resta Um"

Os procuradores e delegados federais da Operação Lava Jato confirmaram esta manhã que foram presos dois diretores da Queiroz Galvão, o ex-presidente Ildefonso Colares Filho, e Othon Zanoide de Morais Filho. Um ex-presidente da QGI, Marcos Pereira Reis, teve prisão preventiva decretada, mas está na China.

O consórcio QGI, que possui estaleiro em Rio Grande, é acusado de roubalheira de dinheiro da Petrobrás, usado para abastecer campanhas eleitorais do PT. 

Conforme o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, a empresa representa "todos os pecados, todas as espécies de crime". 

Os crimes: pagamentos via caixa 1, via caixa 2 (pago para a campanha de Lula em 2006), corrupção efetiva, além de manutenção de funcionários no exterior, longe da Justiça brasileira e obstrução de investigações.

2 comentários:

  1. Aqui participou do consórcio que construiu a rodovia parque e está fazendo a Ponte no Guaiba. Em 2012 doou R$ 100 mil para deputada que teve maior gasto em campanha e voto mais caro.

    ResponderExcluir
  2. Foco em Queiroz Galvão pode atingir PDSB e PMDB:

    O vídeo em que o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra, que morreu em 2014, pede propina de R$ 10 milhões para barrar a CPI da Petrobras em 2009 foi a principal prova para a investigação da 33ª fase da Operação Lava Jato, chamada de Resta Um; ao chegar na Queiroz Galvão, que efetuou o pagamento ao tucano, segundo a Polícia Federal, a investigação do esquema na Petrobras abre uma nova frente, que pode atingir tucanos e o PMDB de Michel Temer; ao menos quatro delatores já relataram a relação da empreiteira com os dois partidos, como Sérgio Machado, que já citou o nome do próprio presidente interino....

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.