Conab projeta safra menor de grãos. Agora, ela será de 202,4 milhões de toneladas.

A falta de chuvas resultou na redução da produtividade das safras de soja e milho, aponta o 8º Levantamento da Safra de Grãos 2015/16, divulgado nesta terça-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento. Com isso, a estimativa para a produção brasileira passa a ser de 202,4 milhões de toneladas, um decréscimo de 2,5% ou 5,3 milhões de t em relação à safra 2014/15, que foi de 207,7 milhões de t.
   
A queda deve-se principalmente ao milho segunda safra, fortemente afetado pela seca do mês de abril. A expectativa é de uma produção de 52,9 milhões de t, 3,1% a menos que os 54,6 milhões de t da safra 2014/2015.
   
Já a soja, responsável por 47,9% da produção nacional de grãos, mesmo afetada pelo clima registrará produção superior a da safra passada em razão do  crescimento de 3,1% na área cultivada. A estimativa é de um aumento de 677,1 mil t em relação aos 96,2 milhões de t da safra 2014/2015, totalizando 96,9 milhões de toneladas.
  
Para o arroz, milho primeira safra e algodão a estimativa é de queda na produção total, impulsionada pela redução na área plantada. A recuperação das produtividades de feijão reflete em aumento da produção, apesar da queda na área plantada do país.
  
Este é o primeiro levantamento das culturas de inverno, cujo destaque é o trigo, com 5,8 milhões de toneladas, 5,3% superior à safra anterior.

2 comentários:

  1. Políbio,

    Grande perda de soja e arroz na Metade Sul do RS.

    Prefeitos(de municípios(Lagoa dos Patos) decretaram Estado de Emergência.

    JulioK

    ResponderExcluir
  2. Porra, até isso a Dilma tá conseguindo fazer andar pra trás!

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.