CPI das Próteses pode pedir indiciamento de até dez pessoas

Na próxima quarta-feira, será apresentado e votado o relatório final da CPI das Próteses da Assembleia Legislativa, elaborado pelo deputado Enio Bacci (PDT). O documento já possui mais de 200 páginas e pode pedir o indiciamento de até dez pessoas.

Durante os 180 dias de trabalho, foram ouvidos seis representantes de empresas fornecedoras de próteses, outros seis, de hospitais, 20 vítimas, 13 especialistas na área da saúde, 12 médicos e um advogado envolvido no esquema criminoso.

O relatório deve apontar casos de superfaturamento de procedimentos para o pagamento de propina, cirurgias desnecessárias, erros médicos, além de crimes como estelionato, fraude contra o judiciário e falsificação de documentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.