FMI joga para baixo projeção do PIB para este ano. Agora, número previsto é de baixíssimo 1,8%.

O Fundo Monetário Internacional havia projetado crescimento de 2,3% em 2014 no País, no início do ano; no relatório "Perspectiva Econômica Global", mas decidiu, agora, revisar para 1,8% a sua previsão.

. O organismo ainda revisou para baixo sua perspectiva sobre a atividade econômica brasileira para 2015, a 2,7%, ante 2,9% em janeiro

Produção industrial do RS 
patinou em fevereiro
O Rio Grande do Sul puxou para cima o crescimento da produção industrial no país em fevereiro. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a alta ficou em 0,5% no mês em relação a janeiro, enquanto a média nacional apontou avanço de 0,4%. O Estado foi um dos sete locais pesquisados, de um total de 14, a registrar desempenho superior ao do Brasil, no ranking liderado pelo Paraná (18,4%), seguido do Amazonas (4,7%), Rio de Janeiro (1%), Goiás (0,8%), São Paulo (0,7%) e Santa Catarina (0,5%). A indústria gaúcha se destaca também no acumulado dos últimos 12 meses. No período, o Estado lidera o crescimento no país, com alta de 7%, seguido do Paraná, com avanço de 6,9% e bem acima da média nacional, de 1,1%.

Um comentário:

  1. Eu também,todo ano mesma história.Começa o ano com uma projeção lá em cima,termina o ano com um pibinho ridículo.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.