Bolsonaro quebra o protocolo e desce do carro no meio da multidão


Na primeira visita ao Rio Grande do Sul depois de eleito, o presidente Jair Bolsonaro não decepcionou seus apoiadores. Ao chegar em Santa Maria, por volta das 18h de sábado, ele quebrou o protocolo oficial pelo menos três vezes: saiu do carro de sua comitiva e desceu para cumprimentar e saudar uma multidão de pessoas vestidas nas cores verde e amarelo.

No trajeto de carro do aeroporto até o Regimento Mallet, onde participou da tradicional Festa Nacional de Artilharia (Fenart), ele passou por milhares de pessoas que saíram às ruas para vê-lo.

Bolsonaro chegou ao Regimento Mallet próximo das 19h, horário marcado para a solenidade. Do palco das autoridades, assistiu à encenação da Batalha de Tuiuti ao lado do governador do Estado, Eduardo Leite, e do vice-presidente Hamilton Mourão (foto).

11 comentários:

  1. imaginem o desgosto do Milk...kkkk

    de certo queria que fosse ali um tucano de bico longo...

    mas faltou combinar com o eleitorado...

    cansamos de toda essa tucanada frankfurtniana...

    ResponderExcluir
  2. chamou a claque de uns putoes macholas

    ResponderExcluir
  3. Por que Deltan Dallagnol não entrega seu celular para a perícia?

    Luis Nassif - 14/06/2019

    Há inúmeras dúvidas que surgem da decisão do procurador Deltan Dallagnol de não entregar seu celular para perícia. Há as questões processuais, os arranjos com Sérgio Moro e com outras instâncias. Mas há uma série de dúvidas extra-processuais.

    Razão 1 – poderia conter as negociações para palestras, envolvendo cachês milionários bancados por instituições de mercado, associações e empresas em geral.

    Para um inimigo de Deltan que se dispusesse a utilizar o ferramental desenvolvido pela Lava Jato, bastaria levantar o nome de uma empresa, eventualmente beneficiada por decisão sua, e relacionar com algum evento que gerou cachê para ele. Mesmo que não houvesse nenhuma relação de causalidade.

    Afinal, até hoje Deltan jamais divulgou a relação de palestras pagas, menos ainda a tal fundação que, segundo ele, seria financiada por suas palestras para combater a corrupção. Até agora, o único dinheiro que tentou direcionar para a fundação foi o da Petrobras.

    Razão 2 – as conversas em torno das delações premiadas.

    Até hoje, a Lava Jato não se viu com a obrigação de esclarecer as negociações entre o advogado Carlos Zucolotto e Tacla Duran, na qual se diz que o acordo passaria pelo DD. O único nome que se adaptaria à sigla era o de Deltan. Há boa probabilidade de Zucolotto ter se valido disso em conhecimento de Deltan. Mas, já se diz sobre a mulher de César, que não devem pairar dúvidas. O celular seria uma boa maneira de espanar as dúvidas sobre a conduta de Deltan.

    De qualquer modo, se todo o conteúdo do celular estiver no dossiê Intercept, resta aguardar as próximas publicações do site.

    ResponderExcluir
  4. Editor, mais puxa-saco do Bozo é impossível!!!

    ResponderExcluir
  5. Milhares?
    Faça-me o favor! Algumas centenas,constituída de milicos e seus familiares.

    ResponderExcluir
  6. Para o Anônimo PTba copiador=colador das 21:22:

    Deltan Dallagnol está fora do país, de férias!!!

    Vai puxar um arado!!!

    ResponderExcluir
  7. O TRF-4 deve, com URGÊNCIA, transformar o Lula num acumulador. Sim, um acumulador de condenações em Segunda Instância! Somente assim vão desistir de colocar em pauta no STF a questão Lula livre! Txr/1962.

    ResponderExcluir
  8. Bolsonaro está no caminho certo apesar de alguns bate cabeças de i ócio do governo.

    ResponderExcluir
  9. ALSO SPRACH ZARATHUSTRA16 de junho de 2019 19:13

    Editor, pula fora antes do barco afundar.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.