Lula poderá ser solto para ir ao velório e enterro do seu irmão Vavá

Ao lado, Genival Inácio da Silva, o Vavá. Ele era metalúrgico aposentado.

Morreu o irmão mais velho de Lula, Vavá. Ele estava com câncer.

Lula vai pedir que a juíza da Vara Federal de Execuções, Claudia Lebbos, libere-o para o velório e o enterro.

Se ela não conceder, o TRF4, o STJ ou o STF fará isto.

CLIQUE AQUI para saber como vivem os irmãos de Lula. É reportagem da Istoé.

26 comentários:

  1. Quando o irmão do Lula teve câncer diagnosticado foi falar com o irmão ( pedir ajuda ). Não foi recebido. Soube pq morava em SBC naquela época. E agora ele quer ir no enterro? Conta outra. Ele vai fugir. Sera "resgatafo" no caminho. Aguardem e apostem.

    ResponderExcluir
  2. Ele está preso e não numa colônia de férias. Está preso porque é ladrao e corrupto.
    Desde quando preso é liberado para ir a enterro de parente.

    ResponderExcluir
  3. Se fosse Marcolla fariam isto também? O que vale para Lula vale para Marcolla e vice-versa.

    ResponderExcluir
  4. Independentemente de qualquer coisa, por uma questão e ordem e de segurança pública , não pode ser permitida a saída de Lula, pois seus fanáticos correligionários farão o diabo psra impedir a volta deste bandido para a cadeia.

    ResponderExcluir
  5. Lugar de bandido é na cadeia. Luladrão deve continuar no xilindró.

    ResponderExcluir
  6. Será que convém?

    E se elle, ajudado por seus carrapatos, tentar fugir?

    Este homem poderá sofrer um atentado. Quem será responsabilizado?

    Mas o Vavá não é aquele irmão de quem o Lulla queria distância?

    Eu respeito o falecido. Quanto ao irmão vivo...

    ResponderExcluir
  7. Se aposentou sem roubar? O lula poderia ter sido assim. Não era o homem simples do povo?

    ResponderExcluir
  8. Não...esse canalha deve ir para uma prisão comum...!!!

    ResponderExcluir
  9. Não vai não! Não podem dar mole para o maior ladrão do Brasil, de todos os tempos. Lulladrao cavou sua própria sepultura e chutou para longe o direito à liberdade. Foda-se, agora!

    ResponderExcluir
  10. Se soltarem esse meliante ele certamente vai arrumar problemas para a PF. Lula, vavá se fuder seu fdp.

    ResponderExcluir
  11. >>

    Se esse privilégio for concedido ao pinguço ladrão, as Cortes desde país serão inundadas de pedidos para presidiários participarem do velorio de parentes.

    Ou será que existe preso de primeira classe e preso de segunda classe?

    <<

    ResponderExcluir
  12. Nem pensar! Qual é o preso que tem esse direito? Lula está na cadeia, seu babaca!

    ResponderExcluir
  13. Não há estrutura e nem segurança pra isto. Desde quando presidiário são liberados para participar de velório de parentes????

    ResponderExcluir
  14. Está escrito na lei.

    Quem acha ruim deve propor mudança da lei.

    ResponderExcluir
  15. O único enterro para o qual Lula neste momento está liberado para ir é no dele próprio.

    ResponderExcluir
  16. O intocável:

    Brasil 29.01.19 10:29 - O Abtagonista

    O Globo relatou o início da carreira criminal do Capitão Adriano, o matador de aluguel que teve a mãe e a mulher empregadas no gabinete de Flávio Bolsonaro.

    “Foragido desde a última terça-feira, quando teve início a Operação Os Intocáveis, o ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega, de 42 anos, é, hoje, um dos homens mais procurados do país. Foi numa guerra travada entre os herdeiros do bicheiro Waldomiro Paes Garcia, o Maninho, assassinado em 28 de setembro de 2004, que ele começou a se envolver com o crime organizado.

    ResponderExcluir
  17. Com todo o respeito a família, mas lugar de morto é no cemitério e de ladrão é na cadeia.
    Se os manos quiserem trocar de lugar, melhor ainda!

    PT SDS

    ResponderExcluir
  18. PF REJEITA PEDIDO DE LULA PARA IR A VELÓRIO DO IRMÃO:

    Brasil 29.01.19 22:20 - O Antagonista

    A Polícia Federal rejeitou o pedido de Lula para deixar a carceragem em Curitiba e ir ao velório do irmão Vavá, registra a Folha.

    O superintendente da PF em Curitiba, Luciano Flores, alegou risco à ordem pública.

    ResponderExcluir
  19. MPF SEGUE PF E OPINA CONTRA SAÍDA DE LULA

    Brasil 29.01.19 22:31 - O Antagonista

    A força-tarefa da Lava Jato no Paraná seguiu a avaliação da Polícia Federal e também opinou contra a saída temporária de Lula da cadeia para ir ao enterro do irmão Vavá em São Bernardo.

    “Afora a impossibilidade material de se atender o pedido ao tempo e modo, no conflito entre o interesse do requerente em obter a saída temporária de caráter humanitário e a preservação da paz, tranquilidade, segurança e incolumidade públicas, entende este órgão que deve prevalecer esta última”.

    A decisão final, provavelmente contra o pedido, cabe agora à juíza Carolina Lebbos.

    ResponderExcluir
  20. MOURÃO DIZ QUE LULA DEVE IR AO VELÓRIO: QUESTÃO HUMANITÁRIA
    Romério Cunha/VPR

    Diante da demora da Justiça em conceder ao ex-presidente Lula o seu direito participar do velório e sepultamento do seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá, o vice-presidente Hamilton Mourão defendeu a saída de Lula de Curitiba; "É uma questão humanitária. Perder um irmão é sempre uma coisa triste. Eu já perdi o meu e sei como é que é", disse Mourão, que está no exercício da Presidência; jogo de empurra entre a juíza Carolina Lebbos e o MPF impede que Lula esteja perto de sua família

    29 DE JANEIRO DE 2019 ÀS 20:24 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

    ResponderExcluir
  21. DIANTE DA DEMORA DE LEBBOS, LULA VAI AO TRF PARA ENTERRAR O IRMÃO VAVÁ


    Apesar da urgência, o pedido de Lula ainda não foi apreciado pela juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, que pediu parecer do Ministério Público Federal; defesa, representada pelo advogado Cristiano Zanin Martins, apresentou um pedido de habeas corpus ao TRF4

    29 DE JANEIRO DE 2019 ÀS 19:51 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

    ResponderExcluir
  22. JUIZ DISSE QUE SAÍDA DE LULA SERIA AUTORIZADA EM CASO DE MORTE DE PARENTES


    Em 25 de dezembro de 2018, a Justiça Federal do Paraná negou o pedido feito pela defesa do ex-presidente Lula para que ele deixasse a prisão e comparecesse ao velório e enterro de seu amigo e ex-deputado federal Sigmaringa Seixas; o pedido foi negado pelo juiz plantonista Vicente de Paula Ataíde Júnior, que citou Lei de Execução Penal, dizendo que presos como Lula só poderiam receber a permissão para sair da prisão em caso de "falecimento ou doença grave do cônjuge, companheira, ascendente, descendente ou irmão"

    29 DE JANEIRO DE 2019 ÀS 18:22 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

    ResponderExcluir
  23. LEI GARANTE AO PRESO DIREITO DE ACOMPANHAR ENTERRO DE PARENTE: VALE PARA LULA?


    Ao impedir que o preso exerça esse direito, o Estado responde objetivamente pelo descumprimento; foi o que aconteceu com um preso de Passo Fundo, em que a 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul condenou o estado a pagar indenização por danos morais por ter impendido um preso de ir ao enterro do pai

    29 DE JANEIRO DE 2019 ÀS 19:20 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

    ResponderExcluir
  24. Presença de Lula em velório de irmão é ‘questão humanitária’, diz Mourão:

    Brasil 29.01.19 20:15 - O Antagonista

    Hamilton Mourão disse se tratar de uma “questão humanitária” a presença de Lula no velório de seu irmão Vavá, morto hoje, registra a Folha.

    “É uma questão humanitária. Perder um irmão é sempre uma coisa triste. Eu já perdi o meu e sei como é que é”, disse o presidente em exercício. (...)

    ResponderExcluir
  25. Lula foi liberado para ir ao enterro da mãe nos anos 80 quando estava preso no DOPS:

    29 janeiro, 2019

    Da CartaCapital:

    Em abril de 1980, Luiz Inácio Lula da Silva passou 31 dias atrás das grades no Dops (Departamento de Ordem Política e Social) de São Paulo, preso por liderar uma greve de metalúrgicos que partiu o país. Foi nessa época também que morreu Dona Lindu, sua mãe, vítima de um câncer. Os militares autorizaram o presidente a acompanhar o velório e o enterro.

    PUBLICIDADE

    Quase quarenta anos depois, aliados e familiares pressionam para que a Justiça o autorize a acompanhar o enterro de Vavá, seu irmão mais velho morto nesta quarta 29. A cerimônia está prevista para a manhã de quarta, em São Bernardo do Campo.

    O artigo 120 da Lei de Execução Penal garante permissão para sair em casos de “falecimento ou doença grave do cônjuge, companheira, ascendente, descendente ou irmão”. O pedido deve ser encaminhado ao diretor do estabelecimento onde o preso cumpre pena.

    (…)

    Ao menos em tese, não é a juíza Carolina Lebbos quem baterá o martelo nesse caso. Seu histórico de decisões em relação a Lula é desfavorável: ela já vetou, por exemplo, visita de governadores e também impediu que jornalistas o entrevistassem dentro da prisão. Em decisão mais recente, endureceu o regime de visitas do petista.

    (…)

    ResponderExcluir
  26. Vão soltar todos os presos, caso parentes venham a falecer?
    Que palhaçada esse país, pqp!

    Preso tem mais direito que o cidadão.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.