O Sistema S pode estar com os dias contados, inclusive no RS

O presuntivo ministro da Fazenda, Paulo Guedes, reafirmou que vai mexer no sistema S.

Talvez acabar com ele para desonerar o caixa das empresas do Brasil.

O Sistema S é uma caixa preta que movimenta R$ 16,4 bilhões que é recolhido compulsoriamente das empresas.

No caso do RS, Sesc e Senac são controlados pela direção da Fecomércio; Sesi e Senai estão sob controle da direção da Fiergs; Senar é feudo da Farsul; Sebrae é campinho dos três. Há também alguns esses menores, como Sescoop e Sest.

Dinheiro do S, como no caso do Sesi do RS, serve até para construir elefantes brancos como o Teatro do Sesi, na prática manejado pela Fiergs.

No Basil e no RS, dirigentes sindicais patronais que se eternizam nos cargos, fazem o que bem entendem com R$ 1,2 bilhão por ano.

É assim em todos os Estados.

CLIQUE AQUI para saber mais sobre o Sistema S.

19 comentários:

  1. Vejo que querem destruir bastante coisa.

    Vão construir algo ?

    ResponderExcluir
  2. O Sistema S precisa sim de maior fiscalização, como qualquer outra Entidade que utilize dinheiro público. Porém são inegáveis os bons serviços que prestam para a formação de mão de obra. Acho que esse Paulo Guedes esta trocando os pés pelas mãos...

    ResponderExcluir
  3. O Sistema S precisa sim de maior fiscalização, como qualquer outra Entidade que utilize dinheiro público. Porém são inegáveis os bons serviços que prestam para a formação de mão de obra. Acho que esse Paulo Guedes esta trocando os pés pelas mãos...

    ResponderExcluir
  4. Votei e apoio o Bolso...mas acho que esta equivocado nesse ponto..principalmente quanto ao SENAI. Quem nesse momento esta formando pessoal capacitado para a industria??? Ninguem...os givernos PT destruiram as escolas tecnicas..os unicos formadores hoje são o SENAI.

    ResponderExcluir
  5. Quero ver o berro dos empresarios, aqueles mesmos que vibraram com o fim do imposto sindical e enfraquecimento dos sindicATos

    ResponderExcluir
  6. Os empresários não aceitarão isso. Na primeira votação importante na Câmara eles fazem o Bolsonaro voltar atrás

    ResponderExcluir
  7. Caro Políbio, creio que o Sistema S deva ser desPTizado à nível de direção. Porém, é uma estrutura de formação e orientação profissional indispensável, pelo menos enquanto não houver algo que o substitua à altura e com ganhos reais. O SEBRAE, onde já fiz alguns treinamentos, é composto de um quadro de profissionais competentes e dedicados, estando alinhados com o que tem de mais moderno no tocante a GESTÃO e, com nossas universidades aparelhada, é praticamente a unica fonte de treinamento e aprimoramento, com foco no empreendedorismo, para os pequenos negócios. É preciso ter muita cautela para mexer no que está funcionando.

    ResponderExcluir
  8. Esse construtor de algo (e seus adeptos) pode fazer doações espontâneas. Assim o custo do sistema S não será incluído no preço das mercadorias e serviços. Sobra mais dinheiro no bolso do cidadão para investir e criar riqueza.

    ResponderExcluir
  9. Destruir, inclusive a tua cara, anônimo das 08:49!

    Lembre, destruição é coisa da quadrilha que detinha o poder no Brasil, construir nem o tal o PAC de tua mãe aconteceu.

    AGORA, destruir porcarias, SUGADORAS DO SANGUE DO TRABALHADOR verdadeiro, tem que ser feito.


    A PROPÓSITO, deixe que a LIVRE INICIATIVA construa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosta de ameacar é.

      Bota o teu nomezinho que eu garanto que a gente se encontra.

      Excluir
  10. SE FAZ NECESSARIO E "FAZ SE TARDE"

    Destruir fonte de roubo ,teta de ladrão engravatado,MANTENEDOR DE SINDICATOS E COMUNAS,apio total,para ontem,quanto antes!

    ResponderExcluir
  11. São 8% sobre o valor total da folha de pagamento que trazem quase nenhum benefício aos trabalhadores. Seria excelente idéia extinguir todo o sistema S.

    ResponderExcluir
  12. As pessoas individualmente decidirão o que fazer com o dinheiro economizado, não precisam que alguma entidade decida por elas. Mas caso o anônimo das 08:49 não saiba onde enfiar seu dinheiro, pergunte-me que te respondo

    ResponderExcluir
  13. Vão destruir cabides de empregos e construir uma estrada para um futuro de livre iniciativa com menos obrigações para com o estado e a estrutura ineficiente e inoperante,
    Gerar empregos significa investir nas próprias empresas e não repassar dinheiro para o governo e sindicatos para estes gastarem irresponsavelmente

    ResponderExcluir
  14. Acabando com estes elefantes, sugadores de dinheiro de empresarios e trabalhadores fica mais dinheiro em forma de salários e resultados para as presas.

    ResponderExcluir
  15. Ótima notícia. Só em patrimônio, com sedes suntuosas, esses chupins têm uma fortuna. Gastam como bem entendem. O Brasil tem que aproveitar o momento e ser passado a limpo.

    ResponderExcluir
  16. Tem que haver fiscalização, transferência não faz mal à ninguém, é muito dinheiro, me parece que está incluído na reforma trabalhista com o fim da contribuição sindical!

    ResponderExcluir
  17. MILHARES DE EMPRESARIOS PAGAM MAS POUCOS APENAS ,APENAS EMPRESARIOS DA NOMENCLATURA DE CUMPANHIROS TEM RETORNO

    ResponderExcluir
  18. O sistema "S" só serve para sugar parte dos impostos. O Brasil com um endividamento de quase R$ 4 Trilhões, tendo que cortar gastos e congelar as contas públicas, tem que parar de ser mordido por essas instituições do terceiro setor que só servem para receber verbas públicas.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.