RS gasta quase quatro vezes mais com aposentadorias e pensões do que gasta com educação. É a pior relação do Brasil.

O RS foi disparado o Estado que gastou mais com aposentadorias e pensões do que com educação,conforme comparativo que fez neste domingo o jornal Folha de S. Paulo:

- Para cada R$ 100,00 gastos com educação, o governo gaúcho gastou R$ 346,7 com aposentados e pensionistas.

E o viés é de muito maior alta.

No ano passado, o governo gaúcho gastou R$ 3,97 milhões com educação e R$ 13,7 bilhões com previdência.

Em seguida vem o Rio, com R$ 266,1 para cada R$ 100,00 gastos em educação.

No Sul, o Paraná é o de melhor solução: R$ 86,00 por cada R$ 100,00.

13 comentários:




  1. Onde andava esse pessoal abaixo ?!!!


    http://www.pge.rs.gov.br/lei-organica-n-11-742-de-17-de-janeiro-de-2002

    Art. 2º - São funções institucionais da Advocacia de Estado:


    X - propor orientação jurídico-normativa para a administração pública estadual direta e indireta;

    ResponderExcluir
  2. Polibio cuida para fazer as tuas contas, ou vão achar que a Dilma é que esta calculando para ti, 3,97 milhões para 13,9 bilhões não é 4 vezes mais....leia Malba Tahan...ou "presta atenção"

    ResponderExcluir
  3. Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul:
    Os dos estados onde PMDB mais administrou nos últimos 30 anos

    ResponderExcluir
  4. Quando Pedro Simon nos anos oitenta,contratou João Sayad para fazer um diagnóstico da economia do RS ,o que gerou o famoso Relatório Sayad,as vestais do RS discordaram,enrubesceram,mas tá aí.Tudo que consta do relatório,estamos vendo acontecer ,profética e exatamente com as conclusões do relatório.
    À época,as oligarquias políticas do estado,só faltaram chamar Sayad de louco e oportunista,que teria cobrado muito para concluir tanta besteira
    Tai o resultado previsto pelo louco..

    ResponderExcluir
  5. Comparação interessante!
    Considerando a minha experiência de vida, meus professores, com raras exceções, sempre trataram de desestimular o estudo e a competitividade estudantil, de modo que muito poucos da minha geração conseguem ser produtivos o suficiente para que a sociedade acumule a riqueza necessária para pagar aposentadorias e bons salários aos ativos.
    Ou seja, tanto apatifaram a educação que agora os trabalhadores não conseguem gerar riqueza para pagá-los.
    Há um ditado popular sobre o tema: "fizeram a cama, agora que se deitem"

    ResponderExcluir
  6. O que o editor sugere?

    Matar os aposentados?

    Não seria o caso do POUCO INVESTIMENTO EM EDUCAÇÃO, EM SEGURANÇA, EM SAÚDE???

    E por que o sádico Sartori ESCONDE A SETE CHAVES o nome dos empresários, AMIGOS, que ganham R$9.000.000.000,00 (NOVE BILHÕES) por ano de
    ISENÇÕES FISCAIS?

    E o número de CCs com padrinhos políticos, e sem nenhuma AVALIAÇÃO e/ou QUALIFICAÇÃO?

    E TODA A FORTUNA DOS GAÚCHOS ROUBADA POR TARSO GENRO NO BADESUL??

    Por que SARTORI, assim como MARCHEZAN, NÃO MANDOU AUDITAR O GOVERNO LADRÃO ANTERIOR???

    Creio que é porque se candidataram para ROUBAR TAMBÉM!!!!!!

    O que impede o SARTORI, ou PGE, ou TCE, MPE, MPF, MPC, todos estes falsos homens da lei, desocupados do JUDICIÁRIO, de processar

    TARSO "PINÓQUIO DA MÃO GRANDE" GENRO

    ou o INFORTUNATI, o tal "capitão RICO da planilha de propinas da ODEBRECHT??

    Aliás, é uma VERGONHA o MPF no RS, que não indicia os BANDIDOS GAÚCHOS envolvidos nos escândalos de corrupção!

    Seria para o MPF não perder os CABIDES DE EMPREGO dos familiares no EXECUTIVO e na ASSEMBLÉIA LEGISL.??

    ResponderExcluir
  7. Essa conta é facil de fazer. O executivo sequer repõe os funcionários que se aposentam.

    Antes de jogar esses números na imprensa o Executivo tem de informar, por exemplo, quantos funcionários públicos ativos o RS tinha no ano de 1990 e quantos tem hoje?

    ResponderExcluir
  8. Ou se reduz drasticamente o setor publico ou eles acabam cm a gente. A sociedade não aceita mais pagar impostos só para cuidar de funcionários públicos. Do jeito que está o Brasil é um pais inviável. E não adianta dizer que fulano ou mengano roubou. O setor público é inviável, tem que cortar pela metade.

    ResponderExcluir
  9. O Importante é o que me interessa!!
    Não podia ter resultado diferente.

    ResponderExcluir
  10. "Parabéns" CEPERS... vocês conseguiram!!!

    ResponderExcluir
  11. É a receita da esquerda escarlate bolivariana atrasada, gastar, gastar e gastar, depois é sentar e chupar o dedo maior.

    ResponderExcluir
  12. NORMAL em Terra do comunista Brizola!

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.