Polícia Federal avisa ao STF que há indícios de corrupção nos atos de Temer com Loures

A Polícia Federal concluiu que houve indícios de corrupção passiva por parte de Michel Temer e de Rodrigo Rocha Loures, ex-assessor do presidente, no âmbito da Operação Lava-Jato. As informações estão presentes em relatório preliminar entregue ao STF nesta segunda-feira.

Trata-se de uma das três investigações em curso contra o presidente. A PF pediu mais 5 dias de prazo para entregar toda a encomenda.

Após a conclusão do inquérito completo, procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve decidir se oferece denúncia contra os investigados ao Supremo. A expectativa é de que os dois sejam denunciados até a semana que vem.Ontem, Janot repeliu pedido da defesa par que arquive o caso.

Além desse caso, Temer é alvo de outras duas acusações: uma de organização criminosa e outra de obstrução da Justiça. Sobre esse último caso, a PF pediu ainda mais prazo ao ministro do STF Edson Fachin, relator da Lava-Jato na Corte, para finalizar o relatório porque depende da perícia, não concluída, das gravações feitas por Joesley Batista, um dos donos da JBS. 

5 comentários:

  1. Indícios????Ou acusa ou não...não é o PSDB para ficar em cima do muro.

    ResponderExcluir
  2. Indícios??? Indício não é prova. Cada dia mais evidente a tentativa de golpe dos impérios econômicos em proveito próprio. Essa delação de Joesley tem de ser anulada, toda atrapalhada, pelo menos no episódio envolvendo a presidência da república.

    ResponderExcluir
  3. Pedir o arquivamento antes sequer da investigação ser concluída. Me poupe, Temer!! Tem gente aqui que confunde indícios com falta de prova. Santa ignorância!
    Esther

    ResponderExcluir
  4. e o editor tambem viu estes indícios ou não???

    ResponderExcluir
  5. Temer para ser o chefe da quadrilha, tem que passar no hospital e cortar um dedinho...

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.