Consórcio Cais Mauá reúne controladores nesta quinta-feira

Sob novas pressões de grupos xiitas fundamentalistas guascas da vanguarda do atraso, o Consórcio Cais Mauá agendou assembléia para esta quinta-feira para discutir o prejuízo do negócio, ano passado, de R$ 14 milhões, além de novas mudanças na administração. No ano anerior, o Consórcio amargou prejuízo de R$ 9 milhões.

O projeto caminha vagarosamente.

Ao final, terão sido investidos na área algo como R$ 500 milhões.

O Consórcio e os governos municipal, estadual e federal não se defendem, com o que a mídia local abre generosos espaços apenas para os representantes do fundamentalismo guasca.

O projeto Cais Mauá de revitalização para uso urbano do porto da Capital, foi discutido por todos os órgãos públicos da área e aprovado integralmente nas áreas federal, estadual e municipal. A idéia final é disponibilizar algo parecido com Puerto Madero, Buenos Aires.




3 comentários:

  1. E alguém acredita que saia alguma coisa?
    Na POA atrasada vai demorar mais 50 anos.
    O povinho atrasado !

    ResponderExcluir
  2. Não foi aprovado "integralmente", caro editor; nem projeto existe (para os leigos, anteprojeto não é projeto, nem permite execução de obras). Já estão quebrados, e não fizeram nada, absolutamente nada; mas alguns ganharam dinheiro, pois são competentes para ganhar dinheiro sem fazer nada.

    ResponderExcluir
  3. Capitão Tormenta20 de abril de 2015 13:14

    Polibio
    Como uma firmeca que tem 5 milhões de capital, construir uma obra de 500 milhões, só em Cuba com dinheiro do BNDES.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.