Dilma rebate Levy, que criticou o governo Dilma. O governo não entende o próprio governo.

A presidente Dilma Rousseff classificou neste sábado como "infeliz" a declaração do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, sobre o modelo de desoneração da folha de pagamento promovido desde 2011 pelo governo federal. Na sexta-feira, ao falar a respeito da recomposição das alíquotas de imposto sobre a folha, Levy afirmou que o modelo vigente até então custava muito para a União – e que a política era "grosseira". Para Dilma, a desoneração da folha é "importantíssima e continua sendo".

Levy anunciou nesta sexta um pacote de aumento de impostos e redução de benefícios a empresas. Durante o evento, o ministro fez críticas ao programa de desoneração. "A troca entre a folha e o faturamento não era muito vantajosa", disse. Segundo ele, a "brincadeira" custou 25 bilhões de reais aos cofres públicos.  "O governo está gastando para manter um emprego que não vale a pena", afirmou. "É por isso que estamos reduzindo esse tipo de desoneração, pelo tipo de ineficiência dela", afirmou. Levy classificou como "boa" a intenção do governo ao adotar a medida, mas que o resultado não foi o esperado.

"Se não fosse importante, já teríamos eliminado e simplesmente abandonado. Acho que o ministro foi infeliz no uso do adjetivo", comentou Dilma a jornalistas, pouco antes de participar da inauguração do Parque Eólico Artilleros, em Tarariras, no Uruguai. 

Questionada se o ajuste fiscal seria um reconhecimento do erros de gestão do primeiro mandato, Dilma respondeu: "Meu querido, quando a realidade muda, a gente muda". Citou o exemplo da tarifa da energia elétrica, que vai subir em média, 23%, a partir da próxima segunda-feira. "A tarifa da energia decorre da chuva. Quando aumenta a chuva, diminui a tarifa, porque entra a energia hidrelétrica. Quando diminui a chuva, diminui a hidrelétrica e aí tem de contratar a térmica, e térmica é mais cara", disse a presidente.

4 comentários:

  1. Depois de ser criticado pela maior ANTA BRASILEIRA, se o LEVY for homem com H, pega o boné e cai fora. Ele não é da turma de ladrões que está no PODER. VAZA Levy, enquanto teu nome não cai na lama.

    ResponderExcluir
  2. Bem feito pra esse levy,bradescao,cada vez se abaixa mais para garantir os lucros do lazaro brandao.Ele ta fazendo oq o bradesco faz qdo a coisa fica preta,aumentar as taxas pros pobres,por isso alguem ai trabalhador honesto me diga se tem conta no bradesco.

    ResponderExcluir
  3. Vejam só a explicação da COISA, para o PT, qdo aumentam a tarifa de energia elétrica é pq o SÃO PEDRO não manou água suficiente prá encher as barragens das hidrelétricas, então a culpa é do SÃO PEDRO. Agora em SPaulo qdo falta água nas CANTAREIRAS DA VIDA, a culpa é do gov. Alckmin, que é do PSDB. A quadrilha atacou tanto o gov. Alckmin antes da eleições, com a intenção de eleger o ex-min.Padilha do PT. Só que esqueceram que o paulista tem ódio do PT, se houvesse segundo turno o candidato do PT nem iria para o 2º turno.

    - Eis aí a coerência, se é que não é exigir demais, pedir coerência prá elles. Tanto que elles tem como aliados a pior corja de políticos destepaiz, que antes eram demonizados por elles...como o Collor, o Sarney, o jader barbalho, renan.......etc...

    ResponderExcluir
  4. A mentira tem perna curta,o Levy tem que fazer milagres para consertar esse país quebradaço.Não vai conseguir pois esse é um governo extremamente gastão e não vai abrir mão de reduzir despesas desnecessárias.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.