Paulo Francis já sabia que a Petrobrás era mesmo um saco sem fundo para corruptos

O editor conheceu Paulo Francis no Rio, 1962, quando ele era repórter da TV Rio e ambos conversamos no antigo Colégio D. Pedro II sobre o movimento estudantil. Mais tarde nos encontramos nas trincheiras do jornal Correio da Manhã. Depois disto, trocamos figurinhas na sucursal da Globo em Nova Iorque.

. O relato a seguir, replica material já disponibilizado várias vezes, mas que volta a ser muito atual:

. Leia:

(...) Há menos de 20 anos, o jornalista e intelectual Paulo Francis denunciou, no programa de TV “Manhattan Connection”, que “diretores da Petrobrás” punham dinheiro na Suíça. Apesar do alerta de Lucas Mendes (“olha, que dá processo”), Francis não tirou o dedo do gatilho. Referiu-se a um amigo que num almoço com um banqueiro suíço ouvira deste o seguinte comentário: “Bom mesmo é brasileiro, porque esses bilionários árabes depositam US$ 1 milhão, US$ 2 milhões, mas uma semana depois tiram. Os brasileiros põem US$ 50 milhões, 60 milhões e deixam”. Segundo Francis, toda aquela grana era fruto de roubalheira, de superfaturamento da Petrobrás.
Sem provas concretas para substanciar sua denúncia, Francis acabou processado pelo presidente da Petrobrás no foro de Nova York - um processo impagável de US$ 100 milhões.

O presidente da Petrobrás esticou o litígio até onde pôde. Queria infernizar o jornalista, porquanto dispunha de recursos (jurídicos e financeiros) ilimitados para “cozinhar” o processo.  Afinal o presidente venceu a parada. Mas não nos tribunais: nesse processo kafkiano, deprimido, Paulo Francis morreu de um ataque cardíaco, em 4 de fevereiro de 1997.

10 comentários:

  1. Ele sabia que a PTrobrás era um saco sem fundo e agora sabemos que o Brasil é um saco sem fundo.

    ResponderExcluir
  2. Políbio, neste video no link abaixo o Paulo Francis detona a petrobrás e fala do processo que sofreu de diretores da estatal!
    https://www.youtube.com/watch?v=BtJgGDsS-0c

    ResponderExcluir
  3. Não só a Petrobrás. A Vale do Rio Doce. Eletrobrás e tudo mais. Além do setor de mineração. Alguns grupos estão mamando nisso.

    Eike Batista e o pai dele que o digam.

    O Éneas Carneiro fava sobre os minérios do Brasil e morreu estranhamente sabe-se lá como.

    ResponderExcluir
  4. Francis faz uma falta danada!

    ResponderExcluir
  5. INFELIZMENTE A PETROBRAS TEM QUE SER VENDIDA PARA O SETOR PRIVADO.

    ResponderExcluir
  6. Se acabassem com essa maluquice, excrescência, ninho de possíveis ladrões, aberração que são as ESTATAIS, o Brasil poderia começar a trilhar o caminho dos países honestos. Quanto deve a CEEE só em dívidas trabalhistas?
    Ao pensar que tudo isso começou em 1954 com um ex-ditador, o Juan Maria Perón de São Borja, dá vontade de chorar e dizer BEM FEITO para esse povinho ingênuo que não consegue antecipar as consequências de seus votos esquerdistas.
    Roberto1776.

    ResponderExcluir
  7. Paulo Francis, como intelectual e homem muito culto, sabia que os roubos na Petrobrás aconteciam e denunciou.Morreu por sua coragem e despreendimento e talves tenha falhado por não ter visto que estava entrando em terreno minado.Por essas e outras que sou a favor de privatizar quase que tudo que é estatal, e o governo governar com dinheiro recebido dos impostos que estas privatizações irão gerar. Lógico que assim os roubos, falcatruas e safadezas seriam reduzidas a quase zero. Mas, e sempre tem um mas, isso talvez não interesse sob vários argumentos dessa gentalha, porque não poderiam se locupletarem com o dinheiro publico, em inumeras roubalheiras, como está ocorrendo agora.Essa bandidagem reinante, não quer nem ouvir falar em controle de receitas e nem de despesas.PT partido, bandido!

    ResponderExcluir
  8. E aí, não vão enquadrar os governos tucanos TAMBÉM? Pô, se é para moralizar pra valer, investigue-se TUDO. Ou, quem sabe, alguns são mais iguais do que outros?

    ResponderExcluir
  9. Ô, estúpido Anônimo, quando o Francis fez essa denúncia de corrupção, quem governava o país era o PSDB, e os que o processaram, inclusive quem podia e não fez nada para ajuda-lo, foi o Serra.

    ResponderExcluir
  10. Imagine se quebrar a caixa preta das riquezas do Brasil? Amazônia, Água Potável, Petróleo, Gás, Nióbio, Minérios e tudo mais.

    Do século 16 até hoje, são 500 anos.

    Quanta riqueza o Brasil exportou para o mundo?

    Os cofres da Inglaterra, Portugal, EUA, China, Japão e tudo mais.

    Essa discurso de "constituição", "soberania", "instituições" é tudo demagogia.

    Brasil sempre foi altamente RICO, desde o século 16.

    Só que essa riqueza foi para onde?

    Ouro, Prata, Zinco, Cobre, Latão, Manganês, Nióbio, Ferro e toda essa riqueza natural? Água Potável?

    É riqueza demais. E tudo devidamente abafado por séculos.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.