Yeda, Fogaça e Ibsen não conseguem eleger-se no RS

O ex-prefeito José Fogaça, PMDB, 103.500 votos, e a ex-governadora Yeda Crusius, PSDB, 71.794 votos, não conseguiram eleger-se, mas marcaram uma suplência nos seus Partidos.

. Caso Sartori ou Aécio vençam, poderão assumir suas cadeiras na Câmara, já que os novos governantes buscarão deputados eleitos para seus governos.

. Outra surpresa foi a votação do ex-deputado Ibsen Pinheiro, que disputava uma cadeira na Assembléia. Ele fez apenas 15.125 votos, insuficiente sequer para uma suplência.

13 comentários:

  1. Chega da velha política.

    ResponderExcluir
  2. Como assim editor? Mas a Yeda nao foi uma excelente governadora?

    ResponderExcluir
  3. .

    vergonha de ser gaúcha..

    Se não me engano, diuma venceu por aqui

    muita vergonha de ser gaúcha..

    só nos livramos de olívio

    de resto, com o resultado de diuma aqui, se entende porque vão tirar
    tarso e pôr pmdb...
    Pra quê? Só perda de tempo... Nem precisava eleição, então.

    Por último, elegeram diversas criaturas ignominiosas e deixaram
    Yeda Rorato Crusius de fora..
    deixaram uma pessoa com a estatura de Yeda, fora...
    RS tá ferrado.

    muita vergonha de ser gaúcha.. Já viramos piada em diversas rodas...

    .

    ResponderExcluir
  4. Putz, nem a Yeda, que foi governadora, conseguiu se eleger pra deputada federal. Pra mim essa foi a segunda maior surpresa dessa eleição. Espero que o PSDB gaúcho saiba fazer a leitura correta do que isso representa.

    ResponderExcluir
  5. Paulo Rocha, Eldorado do Sul/RS6 de outubro de 2014 03:20

    Depois daquela questão dos royalties do petróleo, era de se esperar que Ibsen conseguisse muito mais que esse melancólico número. Provavelmente Manuela d'Ávila, dada as diferenças dos resultados, sem querer desqualificá-la, tenha feito coisas mais relevantes do que o veterano político.

    ResponderExcluir
  6. Ana Amelia pagou o preço daquele apoio dado à comunista de boutique na eleição passada, lembram?

    foi querer navegar naquela tal sem-vergonhice a que chamam de coalizão e se deu mal...

    espero que tenha aprendido a liçao...

    ResponderExcluir
  7. Mas que fase da ex-governadora, hein editor?

    ResponderExcluir
  8. Editor não esqueça que o PMDB compõe a base federal, caso Dilma se eleja é bem mais fácil puxar um deputado gaúcho e abrir vaga na câmara federal, foi assim que aconteceu com a indicação de Mendes Ribeiro Filho que abriu vaga para o Padilha.

    ResponderExcluir
  9. Para estadual o destaque foi o lixo humano chamada Manuela... Burguesa, nunca trabalhou e se elege com discurso comunista. Só aqui neste estado de quadrupedes mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Lamentável alguns nomes como Fogaça e Yeda ficarem de fora.,(suplência) que poderiam representar melhor o Estado,enquanto alguns novatos que nada vão fazer na Câmara Federal ou Estadual, pegaram as tetas.Enfim esta é a politica no nosso Estado!!

    ResponderExcluir
  11. O pior foi o Jardel eleito por gente que brinca com o voto..vejam a entrevista dele para a aRBS que tah rolando na Internet para verem do que estou falando! O cara está rindo da sua, da minha cara....não sabe nem em que planeta está Povo politizado..hahaha uma ova! Eh parlamento ou time de futebol???

    ResponderExcluir
  12. socorro ! a yeda crusius nem pra suplente serve , ela afundou o rio grande do sul literalmente...sumam com essa mulher dai.

    ResponderExcluir
  13. Pedro Simon e Ibsen Pinheiro - dois dos algozes de Collor -, perderam! BEEEEM FEITO!

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.