Gasolina da Petrobras vendida no Brasil fica mais cara que no exterior

Segundo relatório elaborado pelo banco Credit Suisse, neste momento, o preço da gasolina no mercado internacional está 1% mais caro do que os valores no mercado doméstico brasileiro, invertendo dramaticamente uma situação de defasagem que colabora com prejuízos bilionários seguidos à divisão de Abastecimento da Petrobras.

. A diferença entre os preços internacionais da gasolina e os domésticos estava em 24,3% em 25 de setembro. A inversão na defasagem, se deve a redução de 19,2% do preço da gasolina no mercado externo, de 25 de setembro a 13 de outubro, em uma situação de queda acentuada do preço do barril do petróleo.

. Também contribuiu para o cenário de redução da defasagem a apreciação de 1,4 por cento do real no período. Já o diesel, o combustível mais vendido no Brasil, segue mais caro no exterior. Segundo o Credit Suisse, a defasagem é de 5%.

3 comentários:

  1. Políbio, o titulo do post diz que a gasolina vendida no Brasil está mais cara que aquela vendida no exterior, mas no texto se diz que "o preço da gasolina no mercado internacional está 1% mais caro do que os valores no mercado doméstico brasileiro". Há uma contradição entre o título e o comentário.

    ResponderExcluir
  2. Esperem para ver o que os PaTifes farão após 26 de outubro!

    ResponderExcluir
  3. Nós ainda chamamos essa "mistura" de gasolina....

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.