Dilma admite segundo turno ao votar em Porto Alegre.

Ao votar em Porto Alegre, a presidente Dilma Roussef admitiu publicamente que terá que enfrentar nova campanha:

- Trabalho com dois turnos. A hipótese que tenho trabalhado desde o início da eleição são dois turnos. O resto só as urnas vão definir o que acontecerá e como acontecerá.

. Ela explicou:

- Não sou eu quem tem que preferir [quem enfrentar]. É o povo. Não sou instância de decisão neste caso. Não tem como me decidir diante de um candidato ou de outro.

. As pesquisas indicam que o adversário de Dilma poderá ser Aécio Neves, tecnicamente empatado com Marina, mas com viés de alta, ao contrário da sua adversária. 

15 comentários:

  1. Vai treinando. Logo terá que admitir que perderá a eleição.

    ResponderExcluir





  2. A Arte de roubar









    Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

    Por José Batista Pinheiro




    Roubar é uma arte sofisticada. Exige um curso completo com graduação, às vezes, até com mestrado e doutorado. Não há concurso público para a pessoa passar no vestibular para ser um ladrão verdadeiro, incólume e intocável, basta querer e ter a devida vocação. Qualquer ladrãozinho aprendiz de feiticeiro com a mão na massa é logo preso, trancafiado e carimbado como tal para o resto da vida. Os ladrões graduados estão isentos de qualquer acusação ou suspeita.

    Aqui no Brasil roubar não é crime nem desonra. Os ladrões aparecem com as suas caras de pau nos jornais sorrindo, despreocupados e felizes como se estivessem assistindo a coroação da rainha da Inglaterra. Os seus familiares pouco se constrangem, pois são altamente premiados com o produto da rapinagem. Quem ousar reclamar contra o ato infame de arranhar o erário é logo ameaçado com um processo de injúria e difamação. Afinal, afanar os bens do Estado é quase um dever de quem se diplomou na arte de roubar o povo.

    Ao contrário do que se pensa essa proveitosa arte de roubar enseja a qualquer cidadão, devidamente diplomado, o acesso à cargos públicos através de nomeação ou eleitos pelo voto universal. Na democracia vale tudo, pois todos são iguais perante a Lei, até os gatunos. Seja esperto, pois sem diploma na arte roubar, você pode ser preso e condenado por esconder na camisa uma simples banana para matar a fome.


    José Batista Pinheiro é Coronel reformado do EB.



    Postado por Jorge Serrão às 00:02:00 Nenhum comentário:

    Enviar por e-mail

    BlogThis!

    Compartilhar no Twitter

    Compartilhar no Facebook

    Compartilhar no Orkut

    Compartilhar com o Pinterest



    ResponderExcluir





  3. Frases filosóficas do metarmofose Ambulante – o noço Guia









    Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

    Por Carlos I. S. Azambuja




    - "Não é mérito, mas, pela primeira vez na história da República, a República tem um presidente e um vice-presidente que não têm diploma universitário. Possivelmente, se nós tivéssemos, poderíamos fazer muito mais" (Primeira Leitura 13/09/2003 e Radiobrás)



    - "Estou vendo aqui companheiros portadores de deficiência física. Estou vendo o Arnaldo Godoy sentado, tentando me olhar, mas ele não pode me olhar porque ele é cego. Estou aqui à tua esquerda, viu, Arnaldo! Agora, você está olhando pra mim..." (Site da Radiobras, 27/06/2003)



    - "Há males que vêm para bem". Ao agradecer ao presidente da Rússia pelo apoio que seu país estava dando às investigações do acidente de Alcântara, quando morreram 19 técnicos (Citação reproduzida por vários jornais)



    - "Tem lei que pega e tem lei que não pega. Essa do Primeiro Emprego não pegou" (www.estadao.com.br/ext/politica/palavra.htm)



    - "Eu sou filho de uma mulher que nasceu analfabeta” (falando no Dia Internacional da Mulher, em 8 de março de 2004; Radiobrás da data e vários jornais)



    “Um brinde à felicidade do presidente Al Assad". O presidente sírio não se levantou nem ergueu a taça porque os muçulmanos não ingerem bebidas alcoólicas (Tribuna da Imprensa, 4 de dezembro de 2003)

    - "Daqui a dois ou três anos possivelmente não estaremos aqui, talvez sejam outros. E nem será o Tony Blair que estará convidando, será outra pessoa". Em reunião de Chefes de Estado em Londres, onde o regime é parlamentarista e o mandato do primeiro-ministro não tem prazo para acabar (O Globo, 15/07/2003 e jornais do mundo inteiro)



    - "Um país que constrói um monumento daquela magnitude tem tudo para ser mais desenvolvido do que é atualmente”. Na Índia, referindo-se ao Taj Mahal, em 29 de janeiro de 2004 (Citado por Miriam Leitão, em O Globo de 01/05/2004)



    - "O governo tenta fazer o simples, porque o difícil é difícil”, na 1ª Conferência Nacional do Esporte, em 17 de junho de 2004 (Folha de São Paulo, 18/07/2004)

    - "O Atlântico é apenas um rio caudaloso, de praias de areias brancas, que une os dois países”. Falando no Gabão sobre a aproximação entre o Brasil e aquele país (O Estado de São Paulo, 27 de julho de 2004)



    - "O continente sul-americano e o continente árabe (???) não podem mais, no século XXI, ficar à espera de serem descobertos”. Falando na Síria, em 04 de abril de 2004 (Diário de Notícias, 04 de abril de 2004)

    - "O Brasil só não faz fronteira com Chile, Equador e Bolívia”. Falando a empresários, em Nova Iorque, no dia 23/06/2004, sem saber que temos 3 mil quilômetros de fronteira com a Bolívia (Revista Veja, 30 de junho de 2004))

    - "Eu fui agora ao Gabão aprender como é que um presidente consegue ficar 37 anos no Poder e ainda se candidatar à reeleição". Em conversa com o presidente da Costa Rica, Abel Pacheco, 17/08/2004 (Folha On Line, 22 de agosto de 2004)


    - “Não tem outro jeito. Se você conhecer uma pessoa muito idosa esquerdista é porque ela está com problema. Mas se você conhecer uma pessoa muito nova de direita, também está com problema“ (Lula, jornal Zero Hora, 12 de dezembro de 2006).




    Considerando a reação negativa dos velhos kamaradas, no dia seguinte Lula disse ter falado por “brincadeira”.._,_.___




    Vou parar por aqui...por falta de espaço.





    Carlos I. S. Azambuja é Historiador.



    Postado por Jorge Serrão às 00:01:00 Nenhum comentário:

    Enviar por e-mail

    BlogThis!

    Compartilhar no Twitter

    Compartilhar no Facebook

    Compartilhar no Orkut

    Compartilhar com o Pinterest



    ResponderExcluir

  4. Aposta do Carlinhos Vidente









    Os tucanos precisam apelar para a mediunidade neste primeiro turno...




    Criativa campanha ideológica









    Quase fechado









    Preço da velhice no Brasil




    O velhinho caminhava tranquilamente para votar, quando acaba atraído pela animada boca de urna em frente a um prostíbulo, onde uma "candidata" grita:




    "- Oi, vovô!, Por que não experimenta botar na minha urna?"

    O velhinho responde: "- Não, filha, já não posso!"

    A candidata: "- Ânimo! Venha, vamos tentar!"




    O velhinho entra e funciona como um jovem: três vezes e sem descanso...

    - "Puxa", diz a candidata, "E ainda dizia que já não pode mais?"

    O experiente eleitor responde:




    - "Aaah, transar eu posso, o que não posso é pagar: sou aposentado pelo INSS!"




    Carta de Renúncia









    Os petralhas nunca tiveram vergonha de usar e abusar da máquina pública que aparelharam...




    Vencedor?









    Vote bom pra Cachorro









    A candidatura do cachorro Einstein foi lançada à Prefeitura de Oakland, nos EUA, como alternativa à reeleição da prefeita Jean Quan...




    Abundância de voto?









    Eleitor bundão comete o pecado de comer a maça e votar na pera...




    Doações ao Alerta Total




    Os leitores, amigos e admiradores que quiserem colaborar financeiramente conosco poderão fazê-lo de várias formas, com qualquer quantia, e com uma periodicidade compatível com suas possibilidades.

    Nos botões do lado direito deste site, temos as seguintes opções:

    I) Depósito em Conta Corrente no Banco do Brasil. Agência 4209-9, C/C: 9042-5, em favor de Jorge Serrão.

    OBS) Valores até R$ 9.999,00 não precisam identificar quem faz o depósito; R$ 10 mil ou mais, sim.

    II) Depósito no sistema PagSeguro, da UOL, utilizando-se diferentes formas (débito automático ou cartão de crédito).

    III) Depósito no sistema PayPal, para doações feitas no Brasil ou no exterior.



    Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus. Nekan Adonai!




    O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva. Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.




    A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

    © Jorge Serrão. Segunda Edição do Blog Alerta Total de 4 de Outubro de 2014.



    Postado por Jorge Serrão às 09:13:00 12 comentários:

    Enviar por e-mail

    BlogThis!

    Compartilhar no Twitter

    Compartilhar no Facebook

    Compartilhar no Orkut

    Compartilhar com o Pinterest







    Reações:

    ResponderExcluir
  5. sempre a mesma cara de c....!

    nao sei como tem brasileiro que ainda aguenta olhar para a cara dessa coisa...

    ResponderExcluir
  6. http://www.diariodopoder.com.br/noticias/aecio-e-o-maios-votado-na-australia-irlanda-e-nova-zelandia/

    ResponderExcluir
  7. 17 de setembro de 2013

    Dívida pública brasileira: graças ao PT, uma bomba prestes a explodir

    Gastos irresponsáveis do governo fazem dívida crescer duas vezes e meia mais rápido que o PIB

    por Marlos Ápyus

    white 15 Dívida pública brasileira: graças ao PT, uma bomba prestes a explodirKindle

    dilma 600x338 Dívida pública brasileira: graças ao PT, uma bomba prestes a explodir

    Não é de hoje que o PT vem se mostrando extremamente hábil na manipulação de números que coloquem a opinião pública a seu favor. Se, por exemplo, criam um índice BAIXÍSSIMO para definir o que seria “pobreza extrema”, convenientemente “esquecem” de reajustá-lo de acordo com inflação, o que faz com que naturalmente milhões ultrapassem seu limite ano a ano. Foi o que apontou matéria da BBC ainda em março:


    Adotado em junho de 2011 pelo governo, quando foi lançado o plano Brasil Sem Miséria (guarda-chuva das políticas federais voltadas aos mais pobres), o valor jamais foi reajustado. Se tivesse acompanhado a inflação, hoje valeria R$ 76,58.

    Em onze das 18 capitais monitoradas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), R$ 70 não garantem sequer a compra da parte de uma cesta básica destinada a uma pessoa. Em São Paulo, seriam necessários R$ 95,41 para a aquisição.

    (grifos nossos)

    A falácia da quitação da dívida externa

    Uma outra falácia repetida inúmeras vezes sem questionamentos por parte da mídia tida como golpista pelo governo diz respeito à quitação da dívida externa brasileira. Sim, foi quitada. Mas ao custo do estouro da dívida interna, com juros muito maiores e prazos menores para negociação. Era o que alertava artigo de Lígia Ferreira para a Folha Política em maio passado:


    Quando Lula assumiu o seu primeiro mandato em 2002, a dívida externa era de R$ 212 bilhões, enquanto a dívida interna era de R$ 640 bilhões. Ou seja, o total, dívida externa mais interna, chegou aos inacreditáveis R$ 852 bilhões. Em 2008, quando o Lula assumiu ter pago a dívida, a dívida externa caiu para zero, já a interna chegou a – pasme – R$ 1,4 trilhão. Total da dívida: R$ 1,4 trilhão – 65% do PIB do Brasil.

    Contra fatos não há argumentos: Lula “pagou”, sim, a dívida externa. No entanto, nota-se que a dívida interna aumentou exorbitantemente. Na realidade, o Governo se endividou internamente para se quitar externamente. Diversos economistas alegam, ainda, que os novos acordos de endividamento interno seriam muito mais desvantajosos, tendo em vista o menor prazo e a maior incidência de juros.

    Para o Brasil, pouca ou nenhuma diferença faz para quem deve, o fato é que a dívida não só continua como aumentou. É necessário ressaltar que apenas de juros para a dívida interna foram pagos, no mês, R$ 13 bilhões. A efeito de comparação, a verba destinada, naquele ano, para a educação foi de R$ 12,7 bilhões (média de 1,05 bilhão por mês).

    (grifos nossos)

    Colocando num gráfico simples, eis o que está acontecendo com a dívida pública brasileira durante estes 10 anos de governo petista:

    ResponderExcluir
  8. Colocando num gráfico simples, eis o que está acontecendo com a dívida pública brasileira durante estes 10 anos de governo petista:

    divida publica brasileira 445x338 Dívida pública brasileira: graças ao PT, uma bomba prestes a explodir



    Dívida pública também cresce proporcionalmente

    Quem traz o alerta é o CenárioMT, em artigo de José Boas. A dívida pública vem crescendo mais que o dobro do PIB. Ao ponto de que, em mais uma década, superará este:


    Para termos uma ideia do tamanho do problema, entre 2004 e 2013 o PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil cresceu em média 3,64% ao ano (hoje é de R$ 4,5 trilhões) e nossa dívida pública avançou no mesmo período, em média, 8,98% ao ano (atualmente em R$ 2,24 trilhões). Traduzindo em miúdos, a dívida pública brasileira já é do tamanho da metade daquilo que o país ganha todos os anos, e ela cresce 2,5 vezes mais rápido do que o nosso PIB. Isso quer dizer que, mantidos estes padrões, até 2027 (mais 13 anos) teremos uma dívida que superará a nossa receita anual.

    O artigo traz um gráfico que “desenha” o caminho para o qual o Brasil segue rumando:

    Divida publica brasileira 2004 2028 Dívida pública brasileira: graças ao PT, uma bomba prestes a explodir



    Irresponsabilidade na administração pública

    O governo Dilma segue fechando os olhos para a situação. Num cenário de crise como este, seria natural um melhor controle dos gastos. Uma matéria da Folha, no entanto, revela que “enquanto lucros e investimentos patinam, estatais ganham 40 mil novos funcionários no governo Dilma“:


    Investimentos e lucros caíram em algumas das principais estatais federais, mas a ampliação do quadro de pessoal das empresas mantém, no governo Dilma Rousseff, o ritmo dos anos Lula. (…) No total, o contingente de empregados nas empresas federais com receita própria se aproxima dos 500 mil, contra 339 mil em 2002, último ano do governo FHC.

    (grifos nossos)

    E mais um gráfico entrega bem que o governo segue ignorando a situação na qual vem se metendo:

    ResponderExcluir
  9. Polibio ela e tão ruim que levou mais de 1 minuto para votar, eu levei 15 segundos, só funciona um neurõnio de vez, e perigoso ter votado nulo.

    ResponderExcluir
  10. Dilma gasta em 6 meses quase 10 BILHÕES sem licitação

    O Jornal da Mídia aponta outro fator que pode estar agravando o aumento da dívida pública. Só no primeiro semestre deste ano, nada menos que 37% das aquisições de bens e serviços do governo Dilma ocorreram sem licitação. Com licitação, explica a matéria, a economia chegaria à casa dos BILHÕES de reais:


    As compras da União somaram R$ 25,5 bilhões no primeiro semestre deste ano, de acordo com dados extraídos do Portal de Compras do Governo Federal (Comprasnet), administrado pelo Ministério do Planejamento. Foram gastos R$ 16 bilhões (63%) com compras licitadas e R$ 9,5 bilhões (37%) em aquisições de bens e serviços sem licitação.

    Além de maior controle dos gastos, o processo licitatório possibilita significativa economia para os cofres públicos. De acordo com Loreni Foresti, 90% das compras licitadas foram feitas por meio de pregão eletrônico, no valor de R$ 14,4 bilhões. Isso reduziu os gastos em 18%, equivalentes a R$ 3,1 bilhões, disse a secretária.

    (grifos nossos)

    ResponderExcluir
  11. Sou velho, tou na capa da gaita, com 72 anos, mto votei, mto me desiludi em política. A roubalheira campeia nestepaiz. Até a Polícia Federal(criada pela sangrenta ditadura militar) está sendo pressionada a não investigar. Cansei. Deixo prôs jovens a escolha de quem vai levar este pobre país ao buraco.
    - depois de ler, os livros do Laurentino Gomes, 1808, 1822 e 1889 e os três volunes de GETÚLIO, me desiludi completamente com o povo e os políticos brasileiros.
    - Fui dar meu voto prá deputado estadual - A QUEM administrou Rio Grande mto bem. fui...

    ResponderExcluir
  12. Será que "trabalhou" também com a hipótese de tempos iguais para os dois candidatos?
    Vai faltar ter o que mostrar!

    ResponderExcluir
  13. Digo, sobrará uma eternidade de tempo, pois o que terá para mostrar é nada ou quase nada.

    ResponderExcluir
  14. O Brasil não uma universidade sequer por entre as 200 melhores do mundo e olha que são perto de 200 países no mundo. Isso explica perfeitamente o porque de gente como o luladrão e a dilmanta ganham eleições...

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.