Brasil: Criação de empregos formais tem pior mês de setembro em 13 anos

A geração de empregos em setembro foi a mais baixa para o mês desde o início do governo petista. O saldo líquido de empregos formais gerados em setembro foi de 123.785, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quarta-feira, pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

. Para meses de setembro, o resultado foi o mais baixo desde 2001, com a geração de 80.028 postos. Depois disso, a geração no mês sempre superou os 150 mil. O saldo do mês passado é resultado de 1.770.429 admissões e de 1.646.644 demissões. No acumulado do ano até setembro, houve criação líquida de empregos formais de 904.913.

. O resultado de setembro ficou abaixo da mediana das estimativas coletadas pelo AE Projeções, de criação de 133.000 postos de trabalho e dentro do intervalo das previsões, que iam de geração de 68.842 a 173.400 vagas.

3 comentários:

  1. jaco do morro belo15 de outubro de 2014 16:37

    Então o Sr. Tarso Genro anda mentindo nos horários políticos.
    Quem vê ele falando pensa em pleno emprego.

    ResponderExcluir
  2. lembrando que o mte não é comandado pelo PT.


    como o tarso pode contar vantagem se o candidato do partido do mte apoia sartori?

    ResponderExcluir
  3. lembrando que o mte não é comandado pelo PT.


    como o tarso pode contar vantagem se o candidato do partido do mte apoia sartori?

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.