Lula assume a co-presidência com Dilma Roussef

O ex-presidente Lula da Silva não tem mais pudores e assume de uma vez por todas a sua condição de tutor político da presidente Dilma Roussef, porque resolveu enquadrar sua delegada ao que ele quer, conforme estas determinações que passou ontem em novo encontro no Palácio do Planalto:

1 - Dilma é a candidata do PT
2 - Lula será o principal cabo eleitoral da presidente
3 - A CPI da Petrobrás terá que ser evitada de qualquer maneira, porque os prejuízos eleitorais seriam devastadores para Dilma e o PT
4 - Todo o poder  de negociação com congressistas e líderes partidários deve ser entregue ao novo ministro de Relações Institucionais, Ricardo Berzoini
5 - A economia precisa atenção redobrada, com ênfase para o controle da inflação

. Por último, e não na posição menos importante, está a ordem para que Dilma saia mais às ruas.

. Não existe caso semelhante de um presidente tutelar seu sucessor de maneira tão escancarada como a que resolveu praticar Lula, o que também revela o desespero do PT diante do viés de queda das intenções de votos para Dilma Roussef. 


8 comentários:

  1. Biriva do Cerro do Tigre8 de abril de 2014 09:29

    Começa bater o desespero nas hostes petralhas, basta ver o mau carater do pai ináçio 51, fazendo campanha escancaradamente, aliás eles nunca sairam de cima do palanque, por isso jamais governaram.


    Quando o Rui Falcão começa a grasnar é sinal amarelo para o PT!!!



    ResponderExcluir
  2. Eu nao sei porque vc se preocupa tanto com a Dilma, o Lula, etc. Foca suas opinioezinhas no FHC, no Aecio PÓ..., ou em outro candidato da sua preferencia. Penso inclusive, editor, que o FHC deveria informar a sociedade que ele SERA CO PRESIDENTE, se o neto do Tancredo, por um aborto destes da natureza, vencer. Eu acho que o FHC e o cabo eleitoral perfeito. E vc?

    ResponderExcluir
  3. Essa queda de popularidade é muito maior que dizem essas pesquisas manipuladas, é só falar com as pessoas, por isso o Lulão está entrando em cena, acreditando que vai alavancar os índices, vai é cair mais ...

    ResponderExcluir
  4. Políbio, a situação do país e de tanto descalabro administrativo, vejam o que tá acontecendo com a PETEBRÁS, que essa quadrilha que desgoverna o país tem mais é que continuar no poder, pq a bomba tem que estourar é nas mãos delles.
    - A pena que elles vão ficar mais ricos a cada dia que passa.
    - O PMDB, um partido cafajeste como todo o povo diz aki na minha cidade, não merece crédito.

    ResponderExcluir
  5. O Barba está colocando o mordomo de funerária, Michel Temer, no lugar que lhe é devido: PosTe dos quadrilheiro$ PeTralha$.
    Aliás, o Barba poderia ser indicado pelo peremPTório embu$teiro prevaricador para a presidência da CEEE, pois é um exímio manipulador de PosTes. Com maestria consegue manipular dois PosTes ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  6. Políbio,

    Só lembro do Vladimir Putin(Rússia) e do Fidel(Cuba) que tutelaram seus sucessores.

    Inclusive, o caso brasileiro é bem semelhante ao russo, onde o Putin saiu, tutelou e voltou!!

    JulioK

    ResponderExcluir
  7. É bom o Lula engajar-se e assumir que quem manda é ele e não ela, assim ambos sucumbirão abraços na próxima eleição. Dois coelhos com uma cajadada.

    ResponderExcluir
  8. É um vexame, uma vergonha para a Dilma e para o povo brasileiro, que um ex-presidente é quem dirige este país. Qual a credibilidade de uma presidente que aceita passivamente essa humilhação e ingerência na "sua administração". Por isso, na próxima eleição que se vote em alguém capaz e que não seja uma marionete.

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.