Em nova jornada de protestos estudantis, Capriles denuncia que está em marcha um "autogolpe"

Capriles, de boné, cercado por seguranças que o protegem.
CLIQUE AQUI, também, para saber quem são os três mais importantes líderes da oposição na Venzuela, conforme ABC.

Esta notícia do Diário de Caracas é desta tarde. Ela informa que o governador do Estado de Miranda, o ex-candidato oposicionista à presidência Henrique Capriles, acompanhou os protestos estudantis de hoje na Capital da Venezuela. Ao falar, ele avisou que um "autogolpe está em marcha". Ele disse que o presidente Maduro jogou combustível nas ruas. Leia a nota e clique no link para saber mais:

Capriles desde Bello Monte: Está en desarrollo un autogolpe
Publicado el Jueves, 20/March/2014
El gobernador del estado Miranda, Henrique Capriles, acompañó a los estudiantes de diferentes universidades en una actividad de protesta que se desarrolló hoy en Caracas. Desde allí aseguró que los hechos de violencia desarrollados durante los últimos días en el país son parte de un "autogolpe en desarrollo".

CLIQUE AQUI para ler tudo.

4 comentários:

  1. Infelizmente, os políticos bananeiros que sequer conseguem fingir que são oposição aos (des) governos petistas/petralhas, não movem uma palha sequer em favor do povo venezuelano - povo, este, quase escravizado pelo "presidente" Maduro, sucessor do então tiranete Hugo Chávez! A propósito disto, reproduzo um comentário a respeito de uma raposa felpuda de um certo partido (PSDB) que sequer consegue fingir ser oposição ao lulo-petismo:


    Quem é o pai da criança?

    Além do Lula, do PT, entre outros partidos de esquerda, FHC e os demais tucanos são co-responsáveis! Foi graças
    ao PSDB e seus emasculados candidatos que o PT chegou ao poder e se perpetua no mesmo! Em resumo, FHC, sociólogo e marxista, foi um dos pais da criança, responsável por ajudar Hugo Chávez, então aspirante a tiranete da Venezuela, a levar o país vizinho, e de resto a "América Latrina", ao abismo chamado Comunismo!


    A situação em que se encontra aquela porção da população brasileira que o jornalista Augusto Nunes houve por bem denominar de "o Brasil que presta", explica olhar-se FHC com esperança, como se houvesse chegado a oposição que falta. Na verdade, FHC anda, ele próprio, com aquilo que de pior vagueia pelo mundo: Jimmy Carter, que entregou a AL para os comunistas e o Irã aos aiatolás, George Soros, seu mentor no esforço pela produção de mortos-vivos através da liberação do consumo de drogas -upgrade terrificante do profético Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley. Naquele, o Estado distribuía o SOMA, uma espécie de antidepressivo,no Estado de FHC, o tratamento dos viciados -, só para citar alguns. Convém lembrar, sempre, que o empolado orador foi nosso Kerensky, abrindo caminho para nossos bolcheviques. Farofeiros, é certo, mas sempre bolcheviques, a saber, rapinantes e sanguinários. Não esqueçamos, nunca, que foi por obra exclusivamente sua que o petismo não foi defenestrado do poder quando da descoberta do Mensalão.
    Sua perplexidade, para quem acompanha a cena, mesmo superficialmente, não passa de jogo de cena: homem vivido, estudado, de formação marxista, sabe que a amoralidade e a criminalidade política são imanentes às ideologias socialistas, mormente àquelas de cepa marxista: o barbudo furunculoso, na senda de Darwin, teria descoberto as leis que governam o curso da História. Como corolário, resultam os bons, aqueles que seguem a corrente, e os reacionários, irrecuperáveis a quem não deve sequer oferecer a Lei, fadados a desaparecer - no que os partisans, para apressar a tal marcha da História, ficam felizes em dar uma mãozinha... Os lamentos desse senhor não têm eco em seu íntimo. Não passam do velho truque da esquerda de dividir-se por cissiparidade, como as amebas. Diferentemente daqueles protozoários, contudo, uma das partes resultantes leva embora consigo todo o lixo, todo o sangue, todas as ruínas. A outra sai limpinha e nova em folha, pronta para produzir nova safra de lixo, sangue e ruínas. Com nada de ingênuo, mas com a Utopia a embalar sua verve de Wille Zur Mächt nietszcheana (vontade de potência), e sabendo que os dias de Nicolás Maduro estão contados, trata de preservar a maldita ideologia de si própria, isolando o pobre motorista caraquenho de ônibus, jogando-o no inferno socialista em que fritam aqueles "que deturparam os princípios em que se baseia a 'humanitária doutrina'". Lá terá diversificada companhia: Stálin, Bukharin, o casal Ceausescu, Trotsky e tantos outros.
    Peço notar que, em momento algum o idoso mostra algum juízo e amor à humanidade, condenando o socialismo, causa direta da condenação do povo venezuelano às eternas miséria e desesperança, de resto a experiência dos cubanos há quase 60 anos. De forma sinuosa e debilmente, reclama das consequências de sua aplicação, reclamando de outrem a compaixão que não possui.

    Almirante Kirk

    ResponderExcluir
  2. Vcs observaram que a imprensa no Brasil, jornal nacional zero hora estadão folha de SPaulo só se preocupam com a crise na Criméia e nem falam na crise na Venezuela que nos interessa mais de perto. Isso é censura velada, através das propagandas das estatais. Ou seguem a linha da quadrilha ou não terão verba de propaganda.

    ResponderExcluir
  3. Esse é o novo Collor da Venezuela.
    Jovem, esportista, vai acabar com a corrupção no país, tem o apoio da grande mídia, blábláblá. Essa semana o Jô o entrevistou. Me surpreendi com a entrevista, o Jô sentou o pau no Capriles, inclusive chamou-o, nas entrelinhas, de golpista. Também perguntou o quê os liberais de direita, que dominavam o país antes de Chaves, tinham feito pelo povo. Capriles disse que naquela época ele era novinho,tinha só dezesseis anos, portanto não podia responder, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    ResponderExcluir

  4. Diferentemente do ex-presidente Lula (PT), o presidente Fernando Collor de Mello (PRN) não se rendeu ao sistema podre. Por isso trucidaram-no injusta e covardemente. Mas a justiça o inocentou, posteriormente! Já os algozes de Collor, estes serão julgados pela Justiça Divina - justiça que ninguém escapará.

    Enquanto o então presidente Fernando Collor de Mello (PRN) foi injustamente defenestrado do poder ( a JUSTIÇA inocentou Collor de Mello das acusações e denúncias que o levaram, constrangido, a abrir mão do seu mandato, amargando, além disso, um ostracismo político de aproximadamente uma década*), o então presidente Lula não sofreu qualquer investigação e responsabilização pelo MENSALÃO, o maior escândalo político da história brasileira, quiçá da História... Depois, ainda há ingênuos que não querem ver nem aceitar o fato de o PSDB ser irmão siamês do PT et caterva!

    * http://www.youtube.com/watch?v=vES8Hfmj380

    Almirante Kirk

    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.