Após condenações do STF, petista João Paulo retira candidatura a prefeito de Osasco

Constrangidos pela condenação do deputado João Paulo Cunha no Supremo Tribunal Federal (STF), os petistas avaliam a extensão dos danos às candidaturas do partido por todo o país. Para líderes do PT, o assunto pode ficar centralizado nas campanhas de Sudeste e Sul e repercutir mais sobre os candidatos que tenham sofrido denúncias de corrupção e irregularidades.

. Em São Paulo, por exemplo, os petistas já discutiram o caso e apostam no passado sem processos judiciais de Fernando Haddad, ex-ministro da Educação no governo do ex-presidente Lula e no primeiro ano do governo Dilma Rousseff. O caso de João Paulo Cunha passou a preocupar mais diante da artilharia pesada por parte do PSDB. Na semana passada, os tucanos já chamavam de “bilhete mensaleiro” o projeto apresentado por Haddad de instituir um bilhete mensal para o transporte de ônibus na cidade.

. Depois de receber nesta quinta mais uma condenação do Supremo Tribunal Federal (STF), desta vez por lavagem de dinheiro, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) decidiu renunciar à candidatura a prefeito de Osasco e foi obrigado a aceitar o vice da chapa, Jorge Lapas, como seu substituto. A decisão deverá ser comunicada oficialmente nas próximas horas.

9 comentários:

  1. É no que dar querer bancar o soldadinho do passo certo,quando todo mundo sabia que ele era o que é. Não me espanta ter sido eleito mesmo depois disso tudo,me espanta é a justiça deixar concorrer tendo acusações de tal monta sobre os ombros. E olha que eu voto no PT.

    ResponderExcluir
  2. "Errar é humano, persistir no erro é burrice". Por tudo que está aí, Sr. anonimo das 12:52, és burro em continuar votando nesta quadrilha.


    ResponderExcluir
  3. essa foto eh recente?

    parece estar detonado, hein?

    mas eh sempre assim, quando pegos, a primeira coisa que fazem eh aparentar um visual de abatimento...

    e pra não ir pra cadeia, muitos começam com aquele papo de estar doentes...

    lembram aquele juiz, o Lalau, que depois de condenado só aparecia deitado em uma maca?

    antes nada tinham...

    apareciam sempre serelepes metidos em ternos de fino corte...

    ResponderExcluir
  4. Se for para passar a corda no pescoço dos PTs sou candidato a carrasco. Serviço completo e gratuito, sem anestesia. Não irá doer. Basta deixar a cadeira com uma perna para o equilíbrio. Se cair será por incompetência de não saber se equilibrar do canditado.

    Segundo os PTS eles estão feridos e tristes. Foi o que disse o líder do PT na Câmara, Jilmar Tatto (SP), disse que “a vida continua” ao comentar a condenação de João Paulo Cunha. “Estamos feridos, tristes, mas o PT é grande o suficiente para continuar crescendo”.

    Acrecento, com o "dinheiro" público, porque no PT não há um que saiba trabalhar de forma liberal para manter-se a si e sua familia, sem estar "mamando". Que o diga o LULA.

    ResponderExcluir
  5. João Paulo Cunha deve entrar com todos os Recursos previstas no Regimento Interno do STF, se não aceitos. Entra com Recurso na Corte Sulamericana de Direitos Humanos, enquanto aguarda o desfecho do Recurso, pede asilo politico na embaixada do Peru, Uruguai, Argentina, Cuba ou Venezuela.




    ResponderExcluir
  6. João Paulo Cunha deve entrar com todos os Recursos previstas no Regimento Interno do STF, se não aceitos. Entra com Recurso na Corte Sulamericana de Direitos Humanos, enquanto aguarda o desfecho do Recurso, pede asilo politico na embaixada do Peru, Uruguai, Argentina, Cuba ou Venezuela.




    ResponderExcluir
  7. João Paulo Cunha deve entrar com todos os Recursos previstas no Regimento Interno do STF, se não aceitos. Entra com Recurso na Corte Sulamericana de Direitos Humanos, enquanto aguarda o desfecho do Recurso, pede asilo politico na embaixada do Peru, Uruguai, Argentina, Cuba ou Venezuela.




    ResponderExcluir
  8. João Paulo Cunha deve entrar com todos os Recursos previstas no Regimento Interno do STF, se não aceitos. Entra com Recurso na Corte Sulamericana de Direitos Humanos, enquanto aguarda o desfecho do Recurso, pede asilo politico na embaixada do Peru, Uruguai, Argentina, Cuba ou Venezuela.




    ResponderExcluir
  9. João Paulo Cunha deve entrar com todos os Recursos previstas no Regimento Interno do STF, se não aceitos. Entra com Recurso na Corte Sulamericana de Direitos Humanos, enquanto aguarda o desfecho do Recurso, pede asilo politico na embaixada do Peru, Uruguai, Argentina, Cuba ou Venezuela.




    ResponderExcluir

Prezado leitor: o seu comentário é de sua exclusiva responsabilidade, conforme dispõe o Marco Civil da Internet. O fato de ser utilizado o anonimato, não o exime de responsabilidade, porque a qualquer momento seu IP pode ser levantado judicialmente e a identidade do autor surgirá de maneira clara. O editor apenas disponibiliza sua via, sua estrada, para que o leitor utilize-a, mas não tem qualquer responsabilidade em relação aos conteúdos aqui disponibilizados.