Artigo, Francisco Ferraz, Estadão - Enquanto dormia Gulliver foi amarrado...

Ilustração da Escola Primeiros Passos, disponibilizada no Google.

Crises fazem grandes líderes, construtores de suas nações... Mas não no Brasil

“Depois do naufrágio, Gulliver com muito esforço consegue chegar à praia. Atira-se ao chão e adormece profundamente. Ao acordar não consegue se mover. Estava amarrado ao chão dos pés à cabeça, inclusive pelos cabelos”
Viagens de Gulliver’, Jonathan Swift, 1726

Mais recentemente, quando penso no Brasil vejo a imagem de Gulliver amarrado ao chão. Somos neste 2018 um Gulliver atado. Enquanto dormíamos o tempo passou e com ele, as oportunidades. Embora gigante, não conseguimos nos livrar das amarras com que os habitantes de Liliput - homenzinhos de uns 15 cm de altura - nos prenderam.

Por que não conseguimos nos livrar das amarras? 

CLIQUE AQUI para ler tudo.