Lula perde recurso contra Veja

Lula não gostou da capa.

Condenado a 9 meses e meio de cadeia por Sérgio Moro, Lula só espera pela confirmação da sentença por parte do TRF4 para começar a cumprir pena no presídio de São José dos Pinhais, o que acontecerá até o meio do ano que vem.

Ontem, ele perdeu recurso em ação que moveu contra a revista Veja, que o apresentou com uniforme de presidiário em uma das suas capas.

Lula não quer ser visto em uniforme de preso.

No Paraná, não terá mais do que reclamar.

O recurso de Lula foi negado pelos desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo.

18 comentários:

Unknown disse...

Existe um pingo de perfume de JUSTIÇA em baixo da fossa negra do Judiciário!!!

Anônimo disse...

Na hora de se fazer os malfeitos fez né! Mais quando vem a fatura não gosta né!? Normal.

Anônimo disse...

Não tem mais moral pra reclamar de nada que digam dele, esta é a situação. Bem feito.

Anônimo disse...

O advogado com cara de tenente nazista do lula deveria entrar com recurso para ele poder usar macacão vermelho com a estrela do pt.

Anônimo disse...

O PERFIL DE UM PSICOPATA : O PSICOPATA é um indivíduo perverso, com graves transtornos de personalidade, caracterizado por um desvio de CARÁTER , frieza, EGOCENTRISMO, por falta de REMORSO e de CULPA. Não possui qualquer SENSO DE RESPONSABILIDADE, MENTE COMPULSIVAMENTE E TEM GRANDE HABILIDADE EM MANIPULAR PESSOAS .!!! Tia Glória.

Anônimo disse...

Neste caso eu concordo com o Lula, acho que ten o direito de ser preso usando um terno. Ele não precisa usar roupa de presidiário na prisão, pode ter alguma regalia em sua prisão perpétua, na minha visão até smoking deve ser liberado para ele usar.

Anônimo disse...

Como é preconceituoso o Lula! Não gostar da roupa que "assentou, caiu melhor"
melhor para ele???OH, DEUS Quanta VAIDADE!!!!!!!

Anônimo disse...

São 9 anos e meio...por favor além de não ser condenado do jeito que deveria, por favor não reduzam a sua pena :)

Anônimo disse...

Prá esse condenado, até que esse uniforme tá bonito, lhe cai bem, ficou lindo.

Anônimo disse...

Depois do que eles fizeram com o Bolsanaro e ainda chamando o povo de "atrasado e conservador" por não apoiar a "nudez-proposito-pedofilia" como forma de arte, essa revista merecia perder algum troco mesmo para o Lula.

Anônimo disse...

Podem prender o Lula após o julgamento do Recurso no Tribunal, mas ele será libertado pelos seus que estão no STF através de uma Liminar. Aguardem!!!!

Anônimo disse...

Isto tipo de capa na VEJA foi em outros tempos, de outros joralistas e direção! VEJA não é mais a mesma.

Anônimo disse...

Recomendo a LEITURA dos 20 itens do INVENTARIO do casal LULA /MARISA LETICIA. Com uma observação, nesse INVENTARIO não constam, é claro, o imóvel tipo Cobertura , em nome do laranja Costamarques, vizinho ao de LULA, em SÃO BERNARDO, o triplex de GUARUJA e o sitio de ATIBAIA. !!! Tia Glória.

Anônimo disse...

O Lulaladrão está com saudades dos ternos Armani que eLLe comprava com o dinheiro roubado do nosso suor através de impostos.
Que falta faz um Bin Ladin.

Anônimo disse...

Quando vao prender esse verme?

Anônimo disse...

Descrição perfeita do Lula!!

Anônimo disse...

Imoral é o que fazem com a Tatiana

FERNANDO BRITO · 19/10/2017 - O Tijolaço

tatiana

A tentativa – bem sucedida, aliás – da direita de transformar os problemas do Brasil em algo sobre “moralidade sexual-religiosa”, com a ajuda de alguns bobalhões, imaturos, que se portam como crianças que arrastam uma vareta na grade onde há cães ferozes à solta é, para qualquer um que reflita um pouco, puro diversionismo, para que a imoralidade, a desumanidade, o vilipêndio do ser humano não chame a atenção.

Hoje, no UOL, Carolina Farias – com fotos de Lucas Landau – mostra o drama de Tatiana Cristina da Silva, 34 anos, mãe solteira de três filhos, de 17, 15 e 9 anos e que há um ano nem “bicos” consegue.

“Já passei aperto, mas esse é o pior. Ultimamente nem bico aparece. Faço faxina, passo roupa, faço o que aparecer. Nem que seja entregar papel. Estou surtando. “Antes, eu trabalhava e não faltava nada. Tinha danone na geladeira e o armário cheio. Agora é vaca magra. Não tem carne. Tem só arroz e feijão”…

A repórter conta também o que dizem os comerciantes, em plena “retomada”.

A impressão dos comerciantes e dos que atuam nas ruas do Rio é, como eles mesmos dizem, de que “o dinheiro não está circulando”

Não está, mesmo, porque a recessão não é uma praga divina, mas uma política econômica para que, resfriando a economia, se obtenha queda da inflação. E no Rio, ainda pior, porque Moro e companhia destruíram a indústria do petróleo e sua cadeia de suprimentos, motor da economia fluminense.

Os anéis e brincos do ladravaz Cabral são abjetos, mas não são a origem sequer de 0,00001% da ruína econômica do Rio.

Estamos diante da imoralidade da fome, do desemprego, da desesperança.

Tatiana trabalhava em um mercado no Leblon, bairro mais chique da Zona Sul Carioca – aliás, onde morava Cabral – “onde os clientes só chegavam em carrões”.

Os carrões continuam, Tatiana, talvez um modelo mais novo e mais caro.

Eles bateram panelas, protestando contra um tempo que estava fazendo você ser gente, como qualquer pessoa.

No próximo post, mostro como eles não aceitam ser “como qualquer pessoa”.

Anônimo disse...

Quando irão PRENDER o psicopata milionário ????