TSE decide que Vannazi fica na prefeitura de São Leopoldo

A ministra Rosa Weber, relatora do recurso (agravo regimental) apresentado pela oposição ao prefeito Ary Vannazi, São Leopoldo, pedindo a cassação do petista, rejeitou esta manhã o recurso.

O voto da relatora foi acompanhado pelos demais ministros do TSE.

Ary Vannazi fica.

14 comentários:

Anônimo disse...

Chupa essa manga polibio

Anônimo disse...

Que horror! Pobre S. Leopoldo.

Anônimo disse...

Ele vai exterminar São Leopoldo, vai virar bairro de Esteio.

Anônimo disse...

Faltou esclarecer uma coisa editor. A decisão do TSE foi por unanimidade. Tomaaaaaaaaaaaaaa

Unknown disse...

Este é o velho TSE de guerra... absolvendo a tudo e a todos "por excesso de provas"!!!
Pêsames São Leopoldo!!!
Nem Padre Reus salva São Leopoldo dos comunistas populistas!!!

Anônimo disse...

Petralhas em extase no Polibio. QUalquer vitoria hoje em dia elas ficam louquinhas.

Sao Leopoldo nao sei o que eh nunca ouvi falar. So sei que aqui em SP temos um prefeito eleito no primeiro turno, que humilhou o Haddad, queridinho do Lulla ladrao.

Anônimo disse...

É isso:
NÃO DÁ NADA!
Nosso Judiciário é podre.
NÃO DÁ NADA!
Quem é corrupto está numa boa, junto com o judiciário podre.

Anônimo disse...

São Leo agora NOva Havana, kkkkk

Anônimo disse...

Já vimos outros prefeito do PT com ficha suja serem salvos por essa gata branca de nariz afinado. Deve ter sido indicada por Lula ou Dilma.

Anônimo disse...

São Leopoldo berço da colonização alemã está literalmente arrasada, pobre, quebrada. Que pena, tão nobre cidade, hoje um lixo.

Anônimo disse...

Meu Deus, que falta de noção...

Anônimo disse...

Povinho de São leo tem que se fuder mesno...quem mandou eleger este tipo.

Fabio Ruschel disse...

Editor mais uma vez quebrou a cara. Vai te tratar Polibio.

Anônimo disse...

Enquanto não houver controle de natalidade, que permitiria minimizar gastos com construção de escolas, hospitais, etc., aliado a redução do tamanho do estado e do funcionalismo, o que possibilitaria educar e conscientizar o povo, o que obviamente levará várias gerações, não haverá solução para este país.