TRF4 manda UTC pagar R$ 38,2 milhões pela roubalheira que fez para o PT nos contratos com a Petrobrás

Depois que o governo Temer fez a Petrobrás expurgar toda a corja petista aboletada na direção, a estatal começou a cobrar de volta o dinheiro roubado por ladrões petistas e empreiteiros bandidos.

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) deu provimento hoje, por unanimidade, ao recurso da Petrobras e estabeleceu o valor mínimo a ser cobrado do ex-presidente da UTC Engenharia Ricardo Pessoa a título de reparação.

O valor chega a R$ 38.245.000,00 (trinta e oito milhões duzentos e quarenta e cinco mil reais) e será acrescido de juros moratórios.

A petrolífera recorreu para que ficasse garantida a reparação, independentemente do acordo de colaboração premiada assinado pelo empresário. Segundo a Petrobras, o valor mínimo do dano deveria ser equivalente ao valor da propina, estimada em 3% dos contratos citados na denúncia.Os efeitos da decisão incidirão na esfera cível.

Essa é a 16ª apelação criminal da Operação Lava Jato julgada pelo tribunal.

2 comentários:

Anônimo disse...

Políbio, boa noite.

A Petrobras entrou com ações contra as empresas que lhe causaram enormes prejuízos. Faz isso de maneira correta. Ok.

Mas por quê a empresa não ajuíza ações contra os partidos políticos que lhe causaram os mesmos prejuízos? Não faz sentido querer culpar apenas as empresas, os partidos políticos é que organizaram a quadrilha.

A mesma coisa vale para a Petros, Previ, Funcef, etc...: pq elas não entram com ações contra quem causou enorme prejuízos aos empregados das patrocinadoras?

E a CUT? E a FUP? Cadê as ações contra o PT, PMDB, PSB, PP, etc?

Você poderia levantar essa bola.

Obrigado.

Anônimo disse...

Creio ser impossível pt ter sido corrupto sozinho.