STF decide que governador pode ser processado sem autorização da Assembléia

O STF acaba de confirmar que governadores podem ser investigados sem a necessidade de aval das Assembleias Legislativas.


Em maio, o Supremo havia decidido nesse sentido em relação ao caso envolvendo Fernando Pimentel, de Minas Gerais. Hoje foram analisados pedidos da Bahia, do Rio Grande do Sul e do Distrito Federal.

15 comentários:

Anônimo disse...

Grave. Abre caminho para corporações de funcionários públicos buscarem o desgaste de governadores quando estes não lhes concedem os aumentos que eles querem. O STF continua a serviço da corja.

Anônimo disse...

STJ ARQUIVA SINDICÂNCIA CONTRA PIMENTEL NA LAVA JATO:

Arquivamento foi determinado pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Raul Araújo, atendendo a um pedido feito pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada; o governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), foi acusado de tentar obstruir a Lava Jato; Andrada alegou que "os elementos colhidos junto aos colaboradores não revelam indícios de que Fernando Damata Pimentel tenha efetivamente impedido ou embaraçado as investigações".

9 DE AGOSTO DE 2017

Minas 247- O Superior Tribunal de Justiça arquivou uma sindicância contra o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), no âmbito da Operação Lava Jato. A sindicância é um procedimento anterior ao inquérito.

Pimentel era acusado de tentar obstruir a Lava Jato. Em delação premiada, Marcelo Odebrecht e João Carlos Mariz Nogueira disseram que o petista, quando ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, teria atuado em favor da Odebrecht para obstruir investigações contra a empresa.

O arquivamento foi determinado pelo ministro do STJ Raul Araújo, atendendo a um pedido feito pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada.

Andrada alegou que "os elementos colhidos junto aos colaboradores não revelam indícios de que Fernando Damata Pimentel tenha efetivamente impedido ou embaraçado as investigações".

PS: Se a indireta para o editor era para o Governador de MG se quebrou, de novo.......

Anônimo disse...

JBS VAI CONTAR COMO AJUDOU CUNHA A COMPRAR DEPUTADOS:

Peça fundamental de engrenagem da propina da JBS, o executivo Ricardo Saud, fará um complemento de sua delação premiada em que irá relatar nomes de deputados atribuídos a valores que teriam recebido em dinheiro vivo para apoiar a eleição do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara, em fevereiro de 2015; pessoas envolvidas nas tratativas afirmaram que o lobista vai apresentar os nomes dos deputados, os valores pagos a cada um, além de informações sobre o modo que as entregas foram feitas; com os pagamentos, Cunha comprou sua bancada, virou presidente da Câmara e aceitou o impeachment sem crime de responsabilidade, quebrando e desmoralizando o País.

9 DE AGOSTO DE 2017

247 - O executivo Ricardo Saud, delator da J&F, fará um complemento de sua delação premiada em que irá relatar nomes de deputados atribuídos a valores que teriam recebido em dinheiro vivo para apoiar a eleição do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara, em fevereiro de 2015.

Na ocasião, Cunha foi eleito com 267 votos. Ele ficou à frente do candidato apoiado pela então presidente Dilma Rousseff, Arlindo Chinaglia (PT-SP), que teve 136 votos.

Segundo pessoas ligadas à empresa, o próprio Saud, que na época atuava como interlocutor e lobista da J&F no Congresso, teria sido o responsável por fazer os repasses. Os pagamentos representam R$ 12 milhões dos cerca de R$ 30 milhões desembolsados pelo grupo para dar suporte a Cunha, conforme relatou Joesley Batista, sócio da empresa e também delator.

Pessoas envolvidas nas tratativas afirmaram que o lobista vai apresentar os nomes dos deputados, os valores pagos a cada um, além de informações sobre o modo que as entregas foram feitas.

Em depoimento, Joesley se limitou a dizer que o grupo atendeu ao pedido de Cunha, que em 2014 solicitou R$ 30 milhões para se eleger presidente da Câmara. "Dos levantamentos nossos, pelo que eu entendi, ele saiu comprando um monte de deputado Brasil afora", disse.

O empresário afirmou que o valor foi pago da seguinte maneira: R$ 5,6 milhões por meio de doação oficial ao PMDB e correligionários indicados por Cunha, R$ 10,9 milhões por meio de pagamentos de notas frias em setembro e outubro de 2014 e R$ 12 milhões em dinheiro.

Anônimo disse...

Tomara que enquadre o Governador de Minas agora.

Anônimo disse...

Concordo. Servidores sempre acreditam que para as remunerações só o céu é o limite

Tataum disse...

Mais uma pílula dourada totalitária que usa a ética como cavalo de batalha, ou melhor, cavalo de Tróia, ou melhor, cavalo de tramóia! Percebam o seguinte: Se, por um lado, isso facilita o julgamento dos corruptos (o que obviamente deve ser feito), por outro, ao passar por cima de um dos poderes (por pior que seja ainda é selecionado por você, eleitor), facilita também a instituição de esquemas fraudulentos e ditatoriais, pois bastaria entrar com vários processos (inclusive com provas plantadas) para ser julgado por um poder hipertrofiado, objetivando "afastar os inadequados e pacificar a oposição"! Há uma perda de pesos e contrapesos na equação do poder republicano. O problema, então, não é de fundo legal, mas ideológico!!

Anônimo disse...

REPÓRTER DA GLOBO DIZ QUE DOGDE SERVIU PARA “RECADOS” DE TEMER:

09/ 08/ 2017 - Brasil 247

Jornalista Andréia Sadi diz em seu blog que Michel Temer fez à nova procuradora-geral da República um relato dos motivos que o levaram a pedir a suspeição do atual procurador-geral, Rodrigo Janot; e que teria pedido para que ela tomasse posse no Palácio do Planalto, como gesto simbólico da reaproximação institucional do Executivo com o Ministério Público; para Fernando Brito, do Tijolaço, Dodge pode ter sido "cúmplice da mensagem presidencial" de Temer.

PS: De volta o modus operandi psdb/pmdb de combater a corrupção, nomeação de um engavetador.

Anônimo disse...

Depois do Fantástico, o Coronel Lima vai preso? Veja a reportagem desta noite:

FERNANDO BRITO · 06/08/2017 - O Tijolsço

Todas as informações da reportagem do Fantástico sobre o coronel João Batista Lima, o “amigão” de Michel Temer, a rigor, já tinham sido veiculadas nos blogs e em uma ou outra matéria de grandes jornais.

Mas, desta vez, as suspeitas dos contratos de Lima com o governo de São Paulo e com a construção da usina de Angra 3 foram para o fantástico e, neste país onde a Globo tem o quase monopólio da informação e a capacidade de reger o restante da imprensa comercial, isso adquire um peso que vai além do que podemos fazer aqui, pela internet e pelas redes sociais.

Denota, também, que o império Globo não parou de lançar seus ataques e que, por isso, a situação de um Temer desafiador não lhe é aceitável.

Assista a reportagem do Fantástico.(...)

PS: Cadê os coxinhas batendo panelas e dizendo não à corrupção? Cadê? Cadê ? Cadê os patriotas que se vestiam de verde e amarelo, pintavam o rosto? Não era contra a corrupção que esses canalhas protestavam, era contra a ascensão dos pobres, o protesto dos coxinhas era contra o Brasil que estava a caminho do desenvolvimento, e não me venham o discursinho de que o PT é culpado do caos que aí está pq não cola mais, os rombos bilionários foram gerados para pagar o golpe, e agora faz-se outros rombos nas contas para manter um governo que não trabalha, um governo que vive para manter-se no poder, pq o dia que este mandato acabar, o Drácula vai para o xadrez.

Anônimo disse...

Lava Jato is wonderful!


FERNANDO BRITO · 09/08/2017 - O Tijolaço

Enquanto aguarda-se o protesto do procurador Deltan Dallagnol contra a visita noturna de sua futura chefe, Raquel Dodge, no Palácio do Jaburu – onde, segundo a CBN, ficou das 22 às 23 horas – apenas para transferir da tarde para a manhã a sua cerimônia de posse – dou notícia das andanças do outro protagonista da lava Jato, o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima.

Ele vai deixar de lado sua dura rotina de entrevistas e postagens atacando os políticos e vai a São Paulo, segunda-feira, dar palestra ao lado de representantes de empresas investigadas – entre elas a Siemens (Trensalão) e a Camargo Correira (Lava Jato) que ficaram “boazinhas”, depois de sua conversão à honestidade.

É um seminário sobre “compliance”, um ramo de negócios de controladoria empresarial que está crescendo e lucrando como nunca, onde ele vai ” apresentar um balanço das operações (e seu) desdobramento nas corporações” empresariais.

Não há a menor dúvida que Lima será recebido efusivamente.

Afinal, o encontro é promovido pela Câmara de Comércio EUA-Brasil, a Amcham.

Lava Jato is wonderful!

Anônimo disse...

Centrão avisa a Temer: “Previdência é mais cara”:

FERNANDO BRITO · 09/08/2017 - O Tijolaço

Enquanto Rodrigo Maia e Henrique Meirelles fazem cara de mau e se oferecem ao mercado para aprovar o pedaço que sobrou a reforma da Previdência, o “Centrão”, mais pragmático, manda avisar que não vota barato o saque contra os trabalhadores.

No seu blog no G1, Gerson Camarotti diz que os “líderes dos três principais partidos do centrão – PP, PR e PSD – afirmam que não há condições de aprovar a reforma, ainda mais depois do desgaste de terem votado contra o prosseguimento da denúncia contra Temer”.

Ainda mais em véspera de ano eleitoral. “Reforma da Previdência se vota no início de mandato. Em final de mantado, é muito perigoso colocarmos uma matéria dessa, ainda mais no momento em que estamos vivendo na Câmara dos Deputados”, disse o líder do PR, José Rocha (BA).

A turma da “Minha Emenda, Minha Vida” sinaliza que quer os espaços que ocupam os tucanos e o PSB, que só deram apenas metade dos votos a Temer na votação da denúncia, e que não vão aceitar um “vem comigo que depois eu dou um jeito”.

“O momento é muito delicado, não temos unidade na bancada para isso [votar a reforma]. Nós esperamos que o governo tenha um sentimento de reagrupação e senso de responsabilidade de saber quem realmente é base e quem não é”, acrescentou o líder do PP, Artur Lira (AL).

E, lembra o texto, ainda tem a Janot, Parte 2- A obstrução. Na escancarada confissão da impopularidade da reforma, admitem:

“A reforma tem que ser votada dentro de uma uniformidade da base, e o governo não tem essa uniformidade. A discussão da Previdência abre a porta para sociedade ir para as ruas, é tudo o que o governo tem que evitar diante de uma segunda denúncia”, afirma o líder do PSD, Marcos Montes (MG).

É mais caro, Temer….

Anônimo disse...

Chico Pinheiro, da Globo, explica a ‘crise na Venezuela’ para comedores de alfafa:

9 de agosto de 2017 - Blog do esmael

O jornalista Chico Pinheiro, da bancada do Bom Dia Brasil, na Globo, usou o Twitter para explicar didaticamente a crise na Venezuela para os comedores de alfafa.

Chico postou uma charge em que um burguês [ou seria Michel Temer?] aponta para o trabalhador dizendo “Olha a Venezuela”, enquanto mete a mão no bolso do desavisado.

O post didático do jornalista global é um ‘tapa na cara’ daqueles que ficam a gritar ‘Fora Maduro, Fora Maduro’ ao passo que o Estado Social vai sendo desmontado no Brasil.

Já foi dito aqui antes, neste Blog do Esmael, que a crise na Venezuela é mais uma tentativa de golpe na América Latina.

Anônimo disse...

“Igual ao que se fazia nas escolas alemãs dos anos 30”, diz advogado; ele pede apuração sobre vídeo de alunos de escola militar saudando Bolsonaro:

Em vídeo, alunos de colégio militar no AM chamam Bolsonaro de ‘salvação da nação’

FABIANO MAISONNAVE
, na Folha - 09/08/2017

Diante de dois policiais militares, nove filas de alunos do terceiro ano de uma escola estadual em Manaus repetem em coro, com as mãos para trás, o que um dos policiais grita: “Convidamos Bolsonaro, salvação dessa nação/ Nos quatro cantos ouvirão completa nossa canção”.

A cena consta de vídeo gravado no Colégio Waldocke Fricke de Lyra, uma das oito escolas administradas pela PM por meio de um acordo com a Secretaria de Educação do Amazonas.

Ao final, uma aluna em traje militar, dirigindo-se ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ), diz: “Gostaríamos que o senhor pudesse nos honrar com a sua presença em nossa formatura militar”. Outra aluna completa: “Nosso convite deve-se a sua trajetória ética e o seu compromisso com a educação”.

O vídeo foi distribuído nas redes sociais por Bolsonaro na sexta-feira (4). Ele diz que se trata de um convite “irrecusável”: “Um exemplo de ensino que deveria ser adotado em todas as escolas públicas do Brasil”.

A iniciativa foi classificada de “doutrinação nazifascista de crianças e adolescentes” pelo presidente do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, Glen Wilde Freitas. “É igual ao que se fazia nas escolas alemãs dos anos 1930.”

Freitas, que também é o representante da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), disse que, antes do episódio, já recebeu relatos de alunos expulsos por reclamar da doutrina rígida. Nesta segunda-feira (7), ele solicitou uma explicação ao comando da PM e à Secretária de Educação sobre o convite a Bolsonaro.

Nas redes sociais, um estudante que aparece no vídeo criticou a iniciativa. “Simplesmente não abri minha boca como muitos, escola doutrinada. A comissão de formatura em nenhum momento veio me perguntar se era a favor de fazer o vídeo, simplesmente obrigaram, depois ficaram dizendo que a maioria concordou, só não falo mais porque ainda estudo nessa instituição, não temos mais direito de definir nossa posição política”, escreveu.

No domingo (6), a Folha questionou o comandante da PM, coronel David Brandão, sobre o assunto. Ele prometeu responder no dia seguinte, o que não ocorreu. (...)

PS: Tá ou não nascendo um novo hitler?!?!?!?!?!? Escola sem partido em cima desse vagabuLSONARO.

Unknown disse...

Chupa Boca de Galocha(Gilmar Mendes)!!!

Anônimo disse...

Pela primeira vez " Parabéns ao STF ".

Anônimo disse...

Enquanto isso o temerario recebe.....

NO RIO, TEMER RECEBE BENÇÃO DE PASTOR CONDENADO POR ESTUPRO:

Durante visita ao Encontro Nacional de Comércio Exterior, Michel Temer recebeu uma bênção do pastor Marcos Pereira da Silva, líder da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias; Silva foi preso, em 2013, pelo crime de estupro, e condenado pela 2ª Vara Criminal de São João de Meriti, em primeira instância, a 15 anos de reclusão pelo crime de atentado violento ao pudor; pastor pediu para Deus “visitar o coração, a coluna, o rim, o intestino, o fígado”, entre outros órgãos do peemedebista.

10 DE AGOSTO DE 2017

Revista Fórum - Durante passagem pelo Rio de Janeiro, para uma visita ao Enaex (Encontro Nacional de Comércio Exterior), Michel Temer (PMDB), recebeu uma bênção do pastor Marcos Pereira da Silva, líder da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias. Veja o vídeo aqui.

Até ai tudo bem, não fosse o fato do tal pastor ter sido preso, em 2013, pelo crime de estupro, e condenado pela 2ª Vara Criminal de São João de Meriti, em primeira instância, a 15 anos de reclusão pelo crime de atentado violento ao pudor.

O pastor pediu para Deus “visitar o coração, a coluna, o rim, o intestino, o fígado”, entre outros órgãos do presidente.

Em dezembro de 2014, após 19 meses encarcerado, ele obteve liberdade após habeas corpus concedido pelo STF.

E o presidente não foi o primeiro político abençoado pelo líder religioso. Em 2016, ele aproveitou também para orar pelo vice-governador, Francisco Dornelles (PP).

PS: Tem uma certa coerência um estuprador abençoando o estuprador dos direitos do povo.