RS economiza R$ 115 milhões ao repactuar dívidas com INSS

Ao renegociar parte de suas dívidas previdenciárias, o governo do Rio Grande do Sul terá um abatimento estimado em R$ 115 milhões no saldo devedor, assim como uma redução em R$ 10 milhões ao ano no pagamento das prestações.

O valor que será economizado representa cerca de 27% de uma dívida com o INSS que está em R$ 435 milhões, incluindo passivos antigos de contribuição patronal sobre honorários médicos não recolhidos pelo IPE-Saúde e de recolhimentos das fundações públicas.

O termo de adesão ao programa de parcelamento das dívidas com o INSS, instituído pela União através da Medida Provisória nº 778, foi encaminhado na semana passada e estabelece prazo de 200 meses para pagamento, com descontos de 80% sobre os juros e de 25% sobre o montante de multas e encargos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Não se preocupem que o judiciário e o mp logo logo vão avançar neste grana.