Nove das catorze regiões pesquisadas peloIBGE mostraram avanço da produção industrial em junho

A produção industrial do Rio Grande do Sul recuou-1,1% em junho.

Como informou ontem à tardinha o editor, ainda que a produção industrial tenha ficado estável em junho, houve crescimento em 9 das 14 regiões pesquisadas, considerando as séries com ajuste sazonal, segundo a Pesquisa Industrial Mensal Regional divulgada ontem pelo IBGE. 

Entre maio e junho, foram verificadas variações positivas da produção industrial nos estados do Rio de Janeiro (3,1%), Amazonas (2,8%), Pernambuco (1,7%), Minas Gerais (1,6%), São Paulo (0,8%), Paraná (0,5%), Espírito Santo (0,1%), Ceará (0,1%) e Goiás (0,1%). Por outro lado, observou-se forte retração da produção industrial da Bahia (-10,0%), além das variações negativas do Rio Grande do Sul (-1,1%), Pará (-0,4%) e Santa Catarina (-0,1%). Na comparação interanual, as maiores altas foram verificadas nos estados do Espírito Santo (10,0%), Ceará (4,3%) e São Paulo (3,0%), impulsionadas pelas indústrias extrativa, metalúrgica e de veículos, respectivamente. 

Para 2017, os economistas do Bradesco projetam uma melhora gradual da produção industrial, impulsionada pela retomada do consumo das famílias e pela redução da taxa de juros.

Um comentário:

Anônimo disse...

A culpa é desse governo que, apesar de todos os esforços da Globo e mídia em geral, não é derrubado e continua, aos trancos e barrancos, aprovando medidas para melhorar o país.