Globo tira até o JN para prensar deputados que não se alinharam com o lulopetismo

Nem na votação do impeachment contra Dilma Roussef a Globo ousou suspender a edição do Jornal Nacional para permanecer com as câmeras focadas na votação da Câmara.

A Rede Globo permaneceu o tempo todo com as câmeras ligadas nos votos do plenário da Câmara, tentando com isto auxiliar PT, PCdoB, Psol e seus satélites e aliados, para constranger os deputados que votaram em oposição à estratégia lulopetista de derrubar o governo.

Em editorial nesta quinta-feira, o jornal O Globo rifa Temer mais uma vez, e atribui ao peemedebista a culpa pela crise sem precedentes pela qual passa o País, ignorando que a herança maldita deixada por Dilma passou adiante estes três corrosivos eixos macroeconômicos:

Inflação - Em dois dígitos, com viés de disparada.
PIB - Queda de 9% em dois anos, caracterizando a pior recessão da história, sem solução à vista.
Emprego - 13 milhões de desempregados.

Em apenas um ano, o governo Temer domou a inflação, retomou o crescimento da economia e já recuperou 2 milhões de empregos.

A Globo descolou do seu público mais fiel e já paga caro por isto.