Se os deputados estaduais continuarem impedindo os ajustes fiscais, o governo estadual vai quebrar de vez

Apesar de todos os ajustes feitos até agora, o Estado do RS ainda se encontra numa encruzilhada mito preocupante. Se não completar o ajuste fiscal e aderir ao Regime de Ajuste Fiscal dos Estados, numa palavra simples é isto que vai acontecer: o Estado quebra de vez e os atrasos da folha de pagamento emendarão dois meses.

Se não for assinado o novo acordo da dívida, a partir de 2018 e até o final do próximo período governamental (2022), o déficit anual médio ficará próximo a R$ 5 bilhões, acumulando um déficit no período 2018-2022 de R$ 24 bilhões. Neste total não está incluído um 13o salário que passou a ser pago com recursos do exercício seguinte e outras despesa de outros exercícios.

Os dados acima foram recolhidos pelo editor junto ao especialista em contas públicas Darcy F.C. dos Santos, que resolveu estudar o caso depois que o editor pediu-lhe números sobre dois cenários:

- 2018-2022, com adesão e sem adesão ao Regime de Ajuste Fiscal dos Estados.

O leitor perceberá claramente que os deputados estaduais que impedem a aprovação de ajustes como os da privatização ou federalização de estatais, condenam servidores públicos e a população gaúcha a uma situação de perpetuação da desgraça atual.


A  projeção feita acima, leva em conta a inflação e o PIB calculados de acordo com instituto especializado, um crescimento vegetativo da folha de pagamento de 2,5% ao ano, investimentos mínimos de 3% da receita corrente líquida e com repasse integral da inflação para a folha de pagamento.

12 comentários:

Anônimo disse...

Os servidores do Estado deveriam sair de sua letargia e pressionar os sindicatos a pararem de encher o saco dos deputados, pois são seus salários que estão em jogo. Já que são tão bons em lutar por seus direitos, que o façam agora em prol de si mesmos, que ao final será bom para o Estado.

Anônimo disse...

OS MARXISTAS/COMUNISTAS....ESSA ESQUERDA ATRASADA E BURRA...
QUE ADORA POBRE...SIM...QUER VER TODO MUNDO POBRE...POIS ACREDITA
QUE SUAS TESES SÓ PROSPERAM NA POBREZA....POIS GERAR RIQUEZA NÃO
É COM ELES....FALAR EM EMPREENDER,PRODUZIR , TRABALHAR, GERAR
EMPREGOS E PODER DE COMPRA É UM PALAVRÃO...É PURO ÓDIO...

SÃO TREINADOS PARA REPETIR A MESMA MENTIRA CENTENA DE VEZES
SEM PUDOR OU VERGONHA NA CARA, SUAS TÁTICAS SÃO DE GUERRILHA
DESTRUIR QUALQUER PESSOA QUE SE OPONHA A SEU PROJETO DE PODER...

ESSA TURMA ADORA O ESTADO...ESTATAIS..FUNDAÇÕES...É LA QUE SEUS
BABAQUARAS PELEGOS SÃO ENCOSTADOS...EM TROCA DE APOIO NAS RUAS...
COM BANDEIRAS OU QUEBRANDO VIDRAÇAS....PARA ELES O ESTADO SEMPRE
TEM GRANA...ELE NÃO QUEBRA...SEMPRE VAI SURGIR UMA SAÍDA PARA
ALGUÉM PAGAR A CONTA...

E O PIOR..É QUE ESSA TURMA PSICOPATA TEM ESPAÇO EM ALGUNS PROGRAMAS
DE RADIO...É CLARO DE ESQUERDA...SÓ DIZEM ASNEIRAS...É UM ESGOTO DE IDÉIAS..
QUASE SE PEGAM NO TAPA...É UMA COISA DE DOIDO....

Anônimo disse...

A petezada não gosta de aula de matemática. Não dá para criar muitas narrativas sobre o 2+2 = 4

Jean Valente disse...

Vote no pt, vote no pt, vote no pt e depois poderá chorar e chorar mais e mais um pouco. Gaste tudo o que tem e não tem agora e depois nem para a mortadela terás.

Anônimo disse...

Partido do governador esta liberando bilhões para trancar relatório sobre investigações, Sartori deveria ir ao STF para barrar estes procedimentos.

Anônimo disse...

06/2017
Darcy Francisco Carvalho dos Santos.
Situação: inativo.
Data de ingresso 1991.
Auditor de finanças públicas.
Remuneração Bruta: R$ 37.371,82
Total líquido: R$ 28.284,15

Ta aí o problema. Aposentado com 25 anos de serviço no estado, com quase 40 mil bruto por mês.

Anônimo disse...

Dinheiro se fabrica apenas na Casa da Moeda !!

Do contrário somente cobrando os créditos ou a dívida dos outros que têm na praça !!

Como andam os créditos do estado ??

Unknown disse...

Assembleia Populista comandada por um comunista... é nisso que dá!!!

Anônimo disse...

Porque tu não faz concurso público se é tão bom assim?

Anônimo disse...

Perguntem pro (des)governo onde engavetaram vários e vários propostos pelos servidores para aumentar a arrecadação do Estado.

Estaso está sem dinheiro e nega ajuda para ganhar mais? Contraditório não?

Anônimo disse...

7 mil só de função gratificada incorporada. Chefe na inativa. É imoral. Pode escrever o próximo livro ensinando a mamar no estado.

Anônimo disse...

Até qdo o editor vai puxar o saco do PMDB...Todos já sabem como é o PMDB no governo. ..Um fracasso. tbem o governo patrocina o editor. Tem que puxar o saco..