Prévia do PIB em maio tem maior recuo desde agosto de 2016.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado — ajustado para o período — recuou 0,51% entre abril e maio, conforme dados divulgados nesta sexta-feira. 

É o pior resultado desde agosto do ano passado, quando o indicador havia caído 0,69% em relação a julho.

Conhecido como a prévia do Produto Interno Bruto (PIB), o indicador serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses.

O índice passou de 134,46 pontos para 133,77 pontos na série dessazonalizada. Esse é o menor patamar para o IBC-Br com ajuste desde janeiro, quando estava em 133,08 pontos. O resultado é interpretado como o primeiro com potencial influência da crise política, deflagrada em meados de maio, depois da delação da JBS.

Nenhum comentário: