Polícia Federal abre inquérito contra Jairo Jorge (PDT) e Beto Albuquerque (PSB)

Ambos dizem que são inocentes.

Jairo Jorge, ex-prefeito pelo PT em Canoas, é o atual candidato do PDT ao Piratini, enquanto que Beto, PSB, disputa uma cadeira no Senado.

Já estão no MPF e na PF as denúncias contra o ex-prefeito Jairo Jorge e o ex-deputado Beto Albuquerque, envolvidos na delação premiada de Alexandrino Alencar, executivo da Odebrecht. 

O MPF pediu que a PF abra inquérito contra os dois e inicie investigações.

Os políticos foram citados como supostos beneficiários de vantagens indevidas pelo menos nos dois últimos pleitos dos quais participaram. Alexandrino Alencar apontou uma série de práticas criminosas por parte da empreiteira. Ele delatou que os valores encaminhados a Jairo Jorge tinham como objetivo facilitar a execução de uma obra na ERS 110, que acabou nunca sendo realizada.

12 comentários:

Anônimo disse...

É mesmo? Por acaso tem algum político que se julga culpado? Onde está este indivíduo que quero cumprimentá-lo.

Anônimo disse...

También quero. Infelizmente é assim que estamos.

LUIS disse...

KKKKKKKKKKKKK NÃO ERA POSSIVEL O BETO ESTAR MILIONÁRIO SÓMENTE COM O SALÁRIO DE DEPUTADO , QUEM SABE DA ONDE TU VEIO PRA ESTAR COM ESTA GRANA TODA , NÃO FOI SOMENTE TRABALHANDO..........

Anônimo disse...

Ué...e a grana que o Sartori recebeu? To achando que o pessoal tá é com medo do Jairo e tentando detoná lo antes da eleição.

Anônimo disse...

Beto Albuquerque, outro cheira-bund@ do PT (nunca foi do PT, prá ficar camuflado) que botava banca de mui probo e 'onesto'.

Anônimo disse...

Mp tentando influir nas eleicoes. Soh p variar.

Anônimo disse...

E a investigação sobre a BSbios, quando sairá?

Anônimo disse...



Inocente... é o "mantra..." repetido por todos...

Justiniano disse...


O patrimônio do Beto é muito grande, basta ver a sua participação na IMED em Passo Fundo (instituto de ensino superior) com inúmeros cursos, incluindo medicina, odontologia, engenharias, arquitetura, direito, administração, entre outros.

Não foi com salário de deputado federal que amealhou tal patrimônio, algo muito semelhante ao Marcos Maia um sindicalista histórico, possuir uma mansão de 3 milhões de reais em Canoas e um apartamento de um milhão de dólares em Miami.

O caixa dois do Eduardo Campos foi irrigada por várias empreiteiras que viam a possibilidade de ser eleito e manter o mesmo esquema, e sobrou para vários assessores, incluindo ........


Anônimo disse...

Se fizerem um levantamento das concessões de faculdades e universidades particulares concedidos nas últimas duas décadas verão que existe uma preponderância na escolha dos agraciados: políticos e/ou filiados a partidos de esquerda. Não sem outra razão, pois é nestas instituições que grassa a doutrinação marxista.

Anônimo disse...

😅😅😅

Anônimo disse...

Eu ainda não consegui entender isso!
Quando os políticos são investigados a primeira coisa que falam é que são inocentes.
O que sobra para a população que trabalha duro, acorda de madrugada, anda em ônibus super lotado e no final do mês não recebe uma mala e sim um trocado de sinaleira.
Claro o trabalhador é marginal mesmo.