OAB gaúcha suspende investigação sobre doação da JBS a Sartori

Ricardo Breier (foto), à frente da seccional gaúcha da OAB, ordenou que fosse suspensa a investigação que a entidade vinha fazendo a respeito da declaração do diretor da JBS Ricardo Saud.

Em delação premiada ao Ministério Público Federal, Saud afirmou ter doado R$ 1,5 milhão à campanha eleitoral do governador José Ivo Sartori em 2014 a pedido do senador Aécio Neves (PSDB-MG, mas o valor recebido pelo PMDB foi devidamente declarado à Justiça Eleitoral.

Breier concluiu que não foram encontradas irregularidades suficientes para provocar Sartori em campo jurídico, mas frisou que o caso poderá ser retomado se as investigações do MPF trouxerem novos dados contra o governador.

8 comentários:

Anônimo disse...

Não reeleger sartori já será punição suficiente.

Anônimo disse...

Em país em que provas não são provas, tudo dentro da normalidade.

Carlos Bonasser disse...

ISSO NÃO ESTÁ FEDENDO BEM...

Anônimo disse...

Em um Estado falido moralmente como esta acontecendo com a Nação hoje, surpresa alguma.

Anônimo disse...

O que será que o Claudinho Lamachia pensa disso?? Fala, Claudinho!

Anônimo disse...

o "onestissínmo" aecio cheirapó....e o polenta, quem diria, é claro que não dará em nada....tucano preso só em zoológico.

Anônimo disse...

Sempre votei no candidato que achava menos pior. Agora vejo que sou responsável por o que aí está. Nas próximas eleições prefiro anular meu voto do que eleger esse tipo de político que nos apresentam.

Anônimo disse...

bom