Não há consenso entre os aliados contra autorização para o STF processar Temer

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), disse ontem que o partido não fechará questão na bancada da Câmara contra a autorização para que o Supremo Tribunal Federal processe o presidente Michel Temer.

O jornal O Estado de São Paulo, em levantamento informal, constatou que as dez principais legendas que compõe a base aliada do governo também não fecharam apoio ao presidente no caso da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra ele por corrupção passiva.

São necessários 342 votos para que a Câmara autorize a abertura de processo contra Temer, de um total de 513 parlamentares.

Um comentário:

Anônimo disse...

virou Polibio o Antagonista.