Lula teria sido levado para a sede da PF de SP para saber de mandato internacional de prisão

A foto é mera ilustração.

Os advogados de Lula e o Instituto Lula não esclareceram até agora as notícias que circulam nas redes sociais, segundo as quais por volta de 00:20 desta quinta feira o líder petista teria sido conduzido a sede da Policia Federal em São Paulo para tomar ciência de forma ‘verbal’ que um mandado de prisão Internacional tinha sido expedido em seu desfavor.

Eis o que publicou o site SVF (clique aqui para ler tudo):

Lula chegou a fica na SEDE da PF por cerca de 1 hora e lá junto com seus advogados foi orientado a não deixar o país nos próximos dias sem comunicar as autoridades nacionais.

A Policia teme que o mandado de prisão internacional possa demorar a chegar no Brasil, por depender de um tramite burocrático que envolve 3 países, EUA, PORTUGAL e BRASIL e uma série de regras devem ser cumpridas para não dar nulidade no ato.

Os advogados do ex-presidente LULA saíram da PF dizendo que entrariam imediatamente com salvo conduto em favor do ex-presidente;

32 comentários:

Anônimo disse...

Agora o LULA vai aparecer MESMO, SEM MÁSCARA! E o STF do Brasil também!

Mordaz disse...

Parece falso. Como a polícia federal vai a casa de um cidadão as 00:20 sem ter nenhum documento? Nesta hora o lar é inviolável.

Anônimo disse...

Ah, que notícia ótima , prá começar o dia !!!
Tudo que é contra ELE, Luladrão, é a nosso favor !!!!

Alberto disse...

Cadeia já para o milionário sujo Barba/Brahma/Luladrão...

Chico Valente disse...

O cerco se aperta para o condenado e infelicitador dos brasileiros.
Em pouco tempo todas as desgraças aos brasileiros de nada lhe servirá.
Na prisão, os "cumpanheros" logo se esquecerão do celerado, pois o simples fato de se aproximar do malfeitor atrairá desgraças e o afastamento das pessoas para com os antigos "acadêmicos" e beneficiários da sugação dos brasileiros.

Anônimo disse...

Mandato ou mandaDO?

Anônimo disse...

só em tipo de blog "psicopata" e doente mental circula uma barbaridade dessas...essa gente q saiu do armário sexual e politico é doida fanática fascista e perigosa.ehehehe

Anônimo disse...

Então, para prender Lula tinha que ser um pessoal do estrangeiro mesmo, porque aqui é tudo cagão e comprometido com a bandidalha. Parabéns a Portugal e EUA, a parte da nação brasileira que é séria e tem vergonha na cara, lhes agradece.

Anônimo disse...

que bela noticia...

tomara que seja a mais absoluta verdade!!!

Polibio, tu és jornalista...

mãos a obra, corre atrás disso ai pra dar esse furo pra nós...

Anônimo disse...

o pais esta quebrado, mas não tem problema...

o importante é ver esse sujeito correndo feito rato da policia, agora internacional...

Anônimo disse...

Enquanto isso........

As semelhanças entre a delação de Marcos Valério, que estão querendo abafar, e a Lista de Furnas:

Joaquim de Carvalho - 28 de julho de 2017 - DCM

O que ele diz nem é o mais importante, mas tem que investigar.
A delação do publicitário Marcos Valério é uma oportunidade para questionar: por que o mensalão do PSDB, anterior ao do PT, não teve ainda nenhuma condenação em definitivo?

Eduardo Azeredo, que foi governador de Minas Gerais e presidiu o PSDB, teve uma condenação em primeira instância, mas recorreu, e o julgamento, pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, está marcado para agosto – não se surpreenda se for adiado.

Às vésperas de Azeredo completar 70 anos de idade, alguns crimes terão seu tempo de prescrição reduzido à metade.

Ao mesmo tempo em que o julgamento foi marcado, Marcos Valério contou à PF mais detalhes sobre como criou e operou o esquema de desvio de verbas de publicidade do governo de Minas Gerais.

Suas revelações não entrarão no processo de Azeredo, de resto bem fornido de documentos e testemunhos, aceitos na primeira instância como provas da culpa do ex-presidente do PSDB.

Como indicam trechos da delação de Marcos Valério já tornados público, outras autoridades podem ser comprometidas e a quantidade de lama sobre Aécio pode aumentar.

Mas, como aconteceu em outros momentos em que uma investigação avança sobre um universo onde a sigla PT não aparece, forças de sempre começam a desqualificá-los.

A Folha de S. Paulo publica hoje, em sua coluna Painel, algumas notas sobre a contabilidade do caixa administrado por Marcos Valério. E cita o caso de Gilmar Mendes, que aparece em algumas planilhas, como beneficiário de dinheiro sujo. (...)
PS: Os tucanos têm uma couraça de proteção que os mantem à parte de todos os processos em que são investigados. Esse provavelmente será mais um. Não há seriedade nas instituições que deveriam fazer investigações isentas e completas e, se o investigado não tiver culpa,que seja divulgado a todos com a mesma ênfase que se declaram culpados muitos que, sequer foram julgados em instâncias que não atuam sob a batuta da mídia. Isso não vale para os tucanos, só para o PT. Vergonha. Canalhas!!!!!!!!!!!! Canalhas!!!!!!!!!! Canalhas!!!!!!!!!!!!!!!


sempre mais disse...

O povo tenta com muito sacrifício retirar essa cambada de ladrões vai agradecer MUITO! Espero que seja VERDADE!!!!

Justiniano disse...

Lula presidiário internacional, até que enfim conseguiu ser uma notícia de destaque mundial eheheheheeh.

Daqui a pouco poderá visitar somente Cuba, Venezuela e Equador, sem escalas porque se pisar nos EUA será preso, tal qual o Marin da CBF, que foi preso na Suíça pelo FBI.

Agora entende-se porque a finada Marisa conseguiu a cidadania italiana para os filhos, que é para fugir da justiça brasileira.

Anônimo disse...

Vai dar meia horinha de cu comunista retardado

Fofão disse...

Tchê, pois é....que hora heim....e tambem não sabia que a polícia avisa um meliante sobre mandado em desfavor...no mínimo estranho....sou leigo.

Fofão disse...

Mandado ou mandato?

Anônimo disse...

Infelizmente, acho que não é verdadeira a notícia, apesar de há algum tempo ter lido sobre o tratamento noturno do Lula no Sírio-Libanês, o que não desacreditei, quando estive internado no Sírio-Libanês me foi confirmado toda história, realmente Lula ia ao hospital de madrugada para não chamar a atenção da imprensa e do público.

Anônimo disse...

No Peru, dois ex-presidentes, já receberam mandado de prisão em poucos dias. Os dois ex-presidentes receberam propina da Odebrecht. Aki neste país de macunaímas, o ladrão grita que é um injustiçado, que os empresários foi quem criaram a propina.

- No Brasil, não dá prá confiar nem no STF.

Anônimo disse...

Onde vc leu mandaTO, seu burro?

Anônimo disse...

Enquanto isso....

Lista de Furnas, usada em processo por Gilmar, é anexo da delação de Valério:

28/07/2017

Jornal GGN - Uma versão da famosa "lista de Furnas" virou um anexo da delação premiada de Marcos Valério junto à Polícia Federal, segundo informa o Painel da Folha desta sexta (28).

O documento já foi descreditado pelo próprio publicitário no passado e usado pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, para processar a CartaCapital. O magistrado arrancou R$ 507 mil da revista em indenização. "Gilmar aparecia no papel como destinatário de R$ 185 mil", comentou a coluna. Ao lado de seu nome, aparecia 'AGU'."

A lista "enumera repasses de propina a dezenas de autoridades. A peça é controversa. Anos atrás, outras versões da planilha foram encontradas com Nilton Monteiro, o estelionatário que fez a chamada 'lista de Furnas'. Na ocasião, o próprio Valério disse que os papéis eram falsos", publicou.

Segundo a coluna, Valério ofereceu a versão da lista na delação que tentou fechar com o Ministério Público de Minas Gerais. Mas a Promotoria rejeitou o acordo com o réu do mensalão, que terá a colaboração analisada pelo Supremo Tribunal Federal, já que cita nomes com foro privilegiado, como Aécio Neves.

Com Gilmar, a controversa consiste no fato de Valério alegar que "elaborou o documento em 1999. Mendes, porém, só foi nomeado advogado-geral da União em janeiro de 2000."

Procurado, o advogado de Gilmar já avisou que se a lista for usada, "tomará novas medidas."

Além do ministro, empresários, políticos e outras autoridades são citadas.

PS: Essa gente não aprende? Delação Premiada só cola se for contra o PT, lula, dilma ou alguém ligado ao PT, a República de Curitiba que o diga.

Anônimo disse...

A lambanca dele em portugal vem sendo mostrada na tv portuguesa ha meses tao investigando e bem adiantadas. O bebum d rosemary vai pagar pela sua ladroagem internacionsl....oi...... oi onde o filho dele tem acoes ...portugal e oi....hum....cadeia no condenado ja

Anônimo disse...

Olha o mortadela ai d cima surtando...bateu o desespero pois o chefao 9 dedos vai pra jaula....nao esqueca que h
Janot blindeiro do pt nao aceitou a delacao do dono da oas o leo pibheiro pois ele citou o petralha do stf dias tofoli e citou o lula tambem disse q o triplex e o sitio sempre foram d lula....estrebuche. Eu e a maioria dos tucanos nao apoiamos gilmar mendes pois estes dias ele o lewandowski q rasgou a constitucao p salvar a criminosa bandilma e o dias toffoli soltaram o assassino confesso o goleiro bruno....chore

Anônimo disse...

Esse tal de Lula além de analfabeto não passa de um grande otário. Considera-se inimputável esse trouxa, o HONESTÃO! Vá se catar e aproveita para concluir a primeira série na prisão!!! kkkkkk

Anônimo disse...

FAKE DO EDITOR. DE NOVO

Anônimo disse...

Nos estados unidos as investigacoes estao a todo vapor ja foi dito que ele é o numero 1 da orcrim e dilmanta a numero2...e em portugal ele e o filho tambem sao investigados ja meses...a prisao dele ta as portas mesmo ...questao d dias a midia do brasil nao deu um pio q pouca vergonha midia vermelha maldita

Anônimo disse...

Macron irrita direita brasileira ao estatizar estaleiro na França:

28 de julho de 2017 - Blog do esmael

O presidente francês Emmanuel Macron pregou uma peça na direita brasileira ao nacionalizar os estaleiros STX France, para evitar que a italiana Fincantieri fosse comprada pela italiana Fincantieri.

Macron era considerado até semana passada como modelo para os golpistas brasileiros que tentam fabricar um anti-Lula nas eleições de 2018, mas, como registrou o Blog do Esmael, o francês despencou nas pesquisas em apenas 3 meses como se fosse um castelo de cartas.

Voltemos à estatização do “liberal” Macron na França.
O ministro da Economia Bruno Le Maire justificou que o “único objetivo” da estatização é “defender interesses estratégicos da França na construção de navios”. Precisaria mais algum motivo?

A decisão de estatizar a industria naval francesa deixou a direita brasileira desorientada e muito irritada com Macron, que era como uma espécie de “farol” do neoliberalismo na América Latina.

O governo golpista de Michel Temer, por exemplo, quer vender todos os ativos (patrimônio público) em nome do superávit primário (dinheiro para pagar juros dos bancos). Segundo recente denúncia dos petroleiros, o governo ilegítimo também faz negócios utilizando laranjas para beneficiar amigos do regime.

A estatização francesa não passou despercebida pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente nacional da Frente Ampla Nacionalista: “Macron, na França, estatiza estaleiros para evitar controle estrangeiro. Aqui o governo fecha e põe à venda para estrangeiros. PQP!”, tuitou.

Em março do ano passado, o ex-presidente Lula apontou o juiz federal Sérgio Moro como responsável pelo aumento desemprego em todo o país. E, em agosto, também de 2016, a Federação Única dos Petroleiros (FUP) acusou o magistrado da lava jato de desempregar mais de 1,5 milhão de trabalhadores durante manifestação em defesa da indústria naval em Niterói (RJ).

PS:Neoliberalismo é isso. Política antinacionalista, vendem o país para quem der mais (geralmente pouco) e o povo fica a ver “navios”, literalmente nesse caso.

Anônimo disse...

Difícil de acreditar,quando li,fui procurar em outros blogs e não achei nada.Mas se for verdade excelente notícia.

Anônimo disse...

Moro condena réu da Lava Jato por crime que não existe no Direito Penal:

28/07/2017 - Miguel do Rosário - O cafézinho

A criatividade de Moro é infinita. Ele não apenas acaba de condenar (mais uma vez) um réu sem provas, e com base somente em delação premiada, como ainda inventou um crime não previsto no Código Penal.

***
27 julho 2017 - Sérgio Rodas - Conjur

INOVAÇÃO PENAL
Ao condenar João Auler, ex-presidente da Camargo Corrêa, à prisão por corrupção ativa e participação em organização criminosa, o juiz Sergio Moro inventou uma forma de responsabilização criminal dos administradores de empresas. Com esse tipo de medida, o Código Penal vai sendo alterado por jurisprudência, avalia Yuri Sahione, presidente da Comissão de Anticorrupção, Compliance e Controle Social dos Gastos Públicos da seccional fluminense da Ordem dos Advogados do Brasil.

Nesta quarta-feira (26/7), no evento Efeitos da operação “lava jato” para as sociedades empresariais, ocorrido na sede da OAB-RJ e organizado pela entidade e pelo Instituto dos Advogados Brasileiros, Sahione disse que essa condenação de Moro não possui apoio em nenhuma lei.

Conforme relatado por delatores da “lava jato”, certo dia, o ex-deputado federal José Janene (PP-PR) invadiu a sede da Camargo Corrêa, em São Paulo, e cobrou de Auler o recebimento de uma parte da propina que seria paga pela empresa para obter um contrato com a Petrobras. O então presidente da empreiteira declarou que não respondia pela área de óleo e gás, e o encaminhou para o diretor dela.

Para Sergio Moro, isso prova que o executivo não tomou medidas para esclarecer a informação de que havia corrupção na empreiteira. Segundo o juiz federal, se a Camargo Corrêa realmente fosse vítima de extorsão, procuraria a polícia. O fato de não o fazer, a seu ver, demonstra que ela estava corrompendo agentes públicos.

Essa condenação tem diversos problemas, apontou Sahione. O primeiro deles é que, fora João Auler e José Janene, que morreu em 2010, todos os demais envolvidos no caso — os ex-diretores da construtora Dalton Avancini e Eduardo Leite, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef — haviam firmado acordo de delação premiada. E não é possível condenar alguém apenas com base em depoimentos de colaboradores, já que não havia outro tipo de prova no caso.

Além disso, os fundamentos da condenação não indicam precisamente a conduta que Auler praticou, alegou o advogado. Na visão de Sergio Moro, ele cometeu crime ao se omitir em promover atos de investigação interna na empresa, já que ele sabia da corrupção relacionada à Petrobras.

Só que isso vale para compliance, não para Direito Penal, opinou o integrante da OAB-RJ. “Se isso fosse uma auditoria interna, daria para puni-lo [João Auler]. Mas usar esse parâmetro como modelo de responsabilização criminal que não está previsto em nenhuma legislação não é possível”, destacou Sahione. Ele ainda criticou como as decisões judiciais vêm alterando as leis penais. (...)

Anônimo disse...

Se isso for verdade,o molusco nunca mais sai do Brasil.Lá fora a prisão delle já esta decretada.Aqui,talvez nem seja preso,embora já devesse estar.Não tenho certeza,mas parece que o presidente de Honduras decretou fuzilamento para corruPTos e recompensa e proteção para quem delatar.Aqui,bandido é condecorado
e é por isso que o mundo todo diz que no Brasil o crime compensa...por enquanto.Esperem 2019,e depois da posse de Bolsonaro vamos ver.
É bom JAIR se acostumando.

Anônimo disse...

Vamos estrado tarde este maldito FDP para que pague por seus pecados pelo pouco que resta de sua porca vida.

Anônimo disse...

Parece que o editor não sabe a diferença entre mandado e mandato.

Anônimo disse...

E quando rasgaram a Constituição no impeachment da dilmanta, retirando a parte que proíbe candidatura política e/ou exercício de função pública, aí pode, não é mesmo ? Hiprocrisia grau 1000.