Escassos manifestantes de esquerda fazem atos públicos de apoio a Lula

Nem mesmo sanduíches de mortadela conseguiram mobilizar manifestantes, arrebanhados pelo PT e seus satélites do tipo PCdoB, mais CUT, UJS e MST.

Os atos de apoio a Lula ocorreram em várias capitais.

Lula esteve presente na avenida Paulista e produziu discurso (veja ao lado) no qual tenta defender-se, atacando Aécio e Serra, mas esquecendo os milhões de reais que o juiz Sérgio Moro bloqueou das suas contas, dinheiro que irá para a Petrobrás, de onde saiu.

Em Porto Alegre, os manifestantes estão reuniram-se na Esquina Democrática, na ligação entre a Rua dos Andradas e a Avenida Borges de Medeiros. Eles pretendem permanecer em vigília no local. CUT-RS, CTB, UJS e MST estão entre os movimentos que participam do ato.

O presidente da Assembleia Legislativa gaúcha, deputado Edegar Pretto (PT) esteve no ato. Segundo ele, a condenação do ex-presidente Lula é uma injustiça

14 comentários:

Anônimo disse...

Ta faltando mortadela Polibio.

Anônimo disse...

Sem dinheiro em caixa para bancar os "manifestantes" realmente rareia o apoio, daí fica a pergunta: quanto do que nos foi apresentado como manifestação "popular" pelo PT não era armação??

Anônimo disse...

Sem pixulecos não tem mortadela e sem mortadela não tem petistas!

Anônimo disse...

E existirá brasileiro HONESTO que defenderá o bandido condenado do lulaLAdrão?
O Pt tem que saber que este partido é do passado. Seu líder é um mentira que acabou. FIM. Sumam-se.

Anônimo disse...

Desde pequeno elle já tinha vocação para o furto. Palavras delle próprio quando diz que - morria de vontade de comer uma maçã, pegar e correr -

Realizou seus sonhos ao chegar à presidência - Furtou o futuro do Brasil.

Anônimo disse...

Terminou a mamata.O condenado teve suas contas bloqueadas a amante fazendo campanha financeira para salvar a revistnha,sede da CUT assaltada,tudo como o diabo gosta.Os arautos da desgraça estão sentindo na pele o que é ser assaltado,o que sempre fizeram com nosso pais.Como todo esquerdopata,agora pagam uma de vítima,aliás esta é a principal ferramenta,o vitimismo,o coitadismo.Os ultimos residuos dessa estrutura criminosa estão desabando em sequencia,e só vai parar quando não houver mais nada para desMOROnar.É bom que se arrebentem agora,isso vai facilitar o trabalho de Bolsonaro no que se refere a reestruturação moral e financeira da sociedade.

Anônimo disse...

A PROPINA PARA PETISTAS É MORTADELA

SEM MORTADELA, SEM PETISTAS

RAREANDO O DINHEIRO AS PESQUISAS FANTASMAS A FAVOR DE LULA VÃO CAIR.

Anônimo disse...

bora defender temer, quadrilha, angorá, gedel, aecio cheirapó, lobão....

Anônimo disse...



Curiosidade: onde andará o chefão do mst??

Anônimo disse...

É A TUA MÃE QUE SE ENCARREGA DISTO, MORTADELEIRO.

Anônimo disse...

REALMENTE, lastimável, poucos membros da QUADRILHA travestida de partido estiveram presentes!

Anônimo disse...

LÍDER EMPRESARIAL DISPARA CONTRA TEMER: FRACASSOU:

Presidente-executivo da Associação da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), José Velloso foi contundente ao criticar o aumento de impostos nos combustíveis executado por Michel Temer; para Velloso, Temer fracassou no ajuste fiscal; "E o plano fracassou por culpa da própria equipe econômica, que insistiu no corte de gastos em meio à maior recessão da história do país e não se preocupou em criar mecanismos para a retomada do crescimento", disse; segundo ele, Temer e Henrique Meirelles só adotaram medidas no sentido de "afugentar investimentos"; escalada tributária em meio à pior depressão econômica do País (...)

21 DE JULHO DE 2017 ÀS

247 - O presidente-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), José Velloso foi contundente ao criticar o aumento de impostos nos combustíveis executado por Michel Temer. Para Velloso, Temer fracassou no ajuste fiscal.

"E o plano fracassou por culpa da própria equipe econômica, que insistiu no corte de gastos em meio à maior recessão da história do país e não se preocupou em criar mecanismos para a retomada do crescimento", disse. "Ao contrário. As ações foram todas no sentido de afugentar investimentos", afirmou Velloso ao jornal Valor Econômico.

O líder empresarial afirmou que dos oito pontos de queda do PIB dos últimos três anos, "cinco foram causados pela falta de investimento", e criticou a lentidão do governo na redução da taxa de juros. Segundo ele, o juro real dobrou em meio à recessão, porque em 2015 o país teve perto de 10,5% de inflação e taxa Selic de 14,25% ao ano. Hoje, com a inflação em torno de 4%, a taxa básica caiu, mas está em 10,25%.

Por fim, o executivo da Abimaq criticou a falta de estímulos à exportação e a valorização do real, "que tira competitividade dos produtos brasileiros". Velloso disse não ser contra o ajuste fiscal, mas defende o aumento da arrecadação pela retomada da atividade.

PS: Os empresários, coxinhas, MBL, Médicos, evangélicos, Rede Globo a casa grande derrubaram dilma para botar seu "ventriloco", o traíra, para que os beneficiassem, em detrimento dos trabalhadores e os mais pobres se quebraram. Agora é mexer e gozar, como diria Marta Suplicy.

Anônimo disse...

MORO VIROU CABO ELEITORAL DE LULA, DIZ REINALDO:

Um dos porta-vozes do movimento neoconservador brasileiro, o jornalista Reinaldo Azevedo afirma que o juiz Sergio Moro se converteu no principal cabo eleitoral do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao condená-lo sem provas, no episódio do chamado "triplex do Guarujá"; "Hoje, um de seus cabos eleitorais involuntários, dadas a sentença e a resposta aos embargos de declaração, é Moro. Ele empurrou para o TRF-4 uma escolha sem saída virtuosa: ou confirma uma condenação sem provas e alheia à denúncia, o que seria um desastre, ou absolve o chefão petista, outro desastre", diz Reinaldo, que concorda com a defesa de Lula e afirma que a condenação não guarda relação com a acusação proposta pelo Ministério Público.

21 DE JULHO DE 2017

247 – A cada dia, fica mais claro que a democracia brasileira foi golpeada em razão do fator Lula. Depois da quarta vitória sucessiva do PT, em 2014, a direita nacional não suportou a hipótese da volta de Lula em 2018. Na fase um do golpe, a presidente legítima Dilma Rousseff foi derrubada com a armação em torno das chamadas "pedaladas fiscais". A fase dois, que prevê a condenação do ex-presidente Lula em primeira e segunda instâncias, está em pleno curso.

No entanto, o tiro pode sair pela culatra. Segundo o colunista Reinaldo Azevedo, ao condenar Lula sem provas, o juiz Sergio Moro se tornou num de seus principais cabos eleitorais. "Hoje, um de seus cabos eleitorais involuntários, dadas a sentença e a resposta aos embargos de declaração, é Moro. Ele empurrou para o TRF-4 uma escolha sem saída virtuosa: ou confirma uma condenação sem provas e alheia à denúncia, o que seria um desastre, ou absolve o chefão petista, outro desastre", diz Reinaldo, em artigo publicado nesta sexta-feira.

O jornalista que concorda com a defesa de Lula e diz que a condenação não guarda relação com a acusação proposta pelo Ministério Público. "Indagado, nos embargos de declaração, a respeito da ausência de nexo, na sentença, entre o apartamento e os contratos, o juiz respondeu de forma surpreendente e insólita: 'Este juízo jamais afirmou, na sentença ou em lugar algum, que os valores obtidos pela Construtora OAS nos contratos com a Petrobras foram usados para pagamento da vantagem indevida para o ex-presidente'. E a acusação feita pelo MPF? Se um juiz acha que um réu deve ser condenado por algo distinto do que está na denúncia que ele próprio aceitou, é forçoso que isso seja feito em outro processo", diz Reinaldo (...)

PS: Se RA falou, tá falado. Esse tem o "filling" acima da média dos vagabundos, digo, dos neo nazistas.

Anônimo disse...

O pior cego é aquele que não quer ver ou tem interesse em não ver.