Entrevista, Ingrid Nedel Spohr, advogada - É preciso precauções na hora de comprar imóveis

ENTREVISTA
Ingrid Nedel Spohr, Scalzilli Althaus, Porto Alegre

Que cuidado deve ter o corretor na hora de vender imóveis ?
Na semana passada, em workshop para a equipe da Foxter, eu reforcei  a necessidade de cuidados na hora de assinar contratos. Ocorre que, na pressa de fechar negócios, muitos corretores concluem processos de compra e venda sem se cercar de todas as garantias.

Por exemplo ?

É preciso reduzir as possibilidades de transtornos futuros com ações preventivas. Para ter segurança jurídica, é fundamental exigir as certidões atualizadas do imóvel e documentos do vendedor. Depois, fica mais complicado para resolver os problemas.

10 comentários:

Anônimo disse...

esta merece ser escolhida como especialista para fazer comentario na globo : fala o obvio que ate as pedras da rua sabem. Quanto ao jornalista que a escolheu.. deixa assim

Anônimo disse...

por isto que o Brasil nao vai para a frente: falta de produtividade. O papel de especialistas neste pais e' desperdicado por pessoas que nao dizem nada alem do obvio, mesmo quando pressionados por exemplos. Botassem um especialista com bala na agulha a entrevista seria informativa e nao o obvio como
"e' preciso reduzir as possibilidades de transtornos futuros" e
"reforcei a necessidade de cuidados na hora de assinar".

So faltou mandar o leitor colocar um casaquinho em dias frios para se proteger do frio.

Haja desperdicio de oportunidade para o brasil crescer..

Anônimo disse...

O lula tomou todos esses cuidados, em especial, não registrou o triplex em seu nome em cartório; não recebeu as chaves e não morou do triplex. E isso adiantou perante a República de Curitiba?

Anônimo disse...

APÓS MAIS DE DOIS ANOS, JUSTIÇA MINEIRA MARCA JULGAMENTO DE AZEREDO: 8 DE AGOSTO:

Ex-governador do Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB) foi condenado em primeira instância a mais de 20 anos de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, no processo do mensalão tucano; o tribunal decidirá se mantém ou ou não a sentença; mesmo que a prisão seja determinada pela Justiça, Azeredo não deverá ficar mais que um ano e um mês na prisão, pois completará 70 anos no dia 9 de setembro do próximo ano.

20 DE JULHO DE 2017

Minas 247 - O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) marcou para o dia 8 de agosto a data do julgamento do recurso do ex-governador do estado Eduardo Azeredo (PSDB), condenado em primeira instância a mais de 20 anos de prisão por peculato e lavagem de dinheiro, no processo do mensalão tucano.

O tribunal decidirá se mantém ou ou não a sentença, após mais de 2 anos com o processo parado. De acordo com a acusação, quando tentou a reeleição em 1998, Azeredo, derrotada pro Itamar Franco naquele ano, desviou recursos de estatais do governo para financiar sua campanha. O esquema teria contado com a participação do publicitário Marcos Valério.

Mesmo que a prisão seja determinada pela Justiça, o ex-governador não deverá ficar mais que um ano e um mês na prisão, pois ele completará 70 anos no dia 9 de setembro do próximo ano. O Código Penal Brasileiro permite que, nessa idade, o tempo de prescrição do crime caia pela metade. O prazo cairia de 16 anos para oito, prazo é inferior aos 11 anos que se passaram entre o crime (1998) e a denúncia, apresentada em 2009.

É necessário o processo chegue até setembro do ano que vem já transitado em julgado para o que o tucano cumpra toda a pena. Tal possibilidade deve não se concretizar, porque ele pode apresentar recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF).

A vida de Azeredo, no entanto, pode ficar ainda mais complicada, porque a Polícia Federal aceitou a delação premiada de Marcos Valério, que também pode ser homologada pelo STF.

PS: Dia 08 de agosto de 2017, data cabalista, digo, calculada para que com um pedidinho de vista + o Recurso, uma amaradinha aqui-outra ali, tempo suficiente para que o ex-Gov, Ex-Senador, Ex Dep Eduardo Azeredo complete os 70 anos e não vá preso. Como é bão ser Tucano, não vai para a cadeia nem depois de condenado.

Anônimo disse...

Meus Deus !! Essa bacharel se diz especialista ! Em que? Seguramente em Direito é que não !

Anônimo disse...

Descobriu a América...

Anônimo disse...

O Lula não comprou ... foi comprado !!

Anônimo disse...

Infelizmente grande maioria dos 'profissionais' de hoje não conseguem ter nem 10% da capacidade dos profissionais de outrora.

E a culpa maior é de um sistema totalmente corrupto que se apossou das instituições nas últimas décadas, a começar pelo ensino.

Hellena Andrade disse...

Meu Deus!!! Pobres corretores que tiveram que ouvir isso. Ela deve imaginar que são todos ignorantes.

Anônimo disse...

Esse escritório foi o mesmo envolvido em polêmica de decisão da Odebrecht, do filho da Desembargadora Nedel Scalzilli, que por sinal a advogada é sobrinha