Contribuição garantida por dissídio poderá substituir imposto sindical

Com o fim do imposto sindical, centrais de trabalhadores tentam com Temer algum tipo de compensação.

O presidente Michel Temer indicou a sindicalistas que apoia a adoção de uma nova "contribuição por negociação coletiva" a ser paga pelos empregados no lugar do atual imposto sindical derrubado pela reforma trabalhista. A nova forma de financiamento dos sindicatos não será imposta aos trabalhadores, mas a tendência é que seja paga por todos que se beneficiem dos acordos coletivos. Sindicatos debaterão detalhes do novo modelo nas próximas semanas.


Após reunião com o presidente Michel Temer nesta quinta-feira, o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, demonstrou satisfação com o sinal de apoio do governo à adoção de uma nova contribuição não obrigatória para os trabalhadores.

7 comentários:

Anônimo disse...

Quando tem um sindicato, por exemplo, do setor automobilístico, ganhando aumento de salários e todo tipo de benefícios para a categoria (não para você), aumenta o custo do produto. O consumidor que paga conta.

Unknown disse...

Agora 'compulsória' se chama 'não obrigatória'???

Anônimo disse...

Que ninguém se iluda. Nunca o objetivo foi a defesa dos trabalhadores. Conheço bem pois já tive vários embates em torno de acordos coletivos. Buscam, isso sim, sempre a tal contribuição que lhes sustente o proselitismo politico e a luta de classes. Trocam índices de reajuste, sem qualquer pudor, desde que lhes seja acenado com o ajuste da contribuição. Nessa, sempre os trabalhadores irão se ferrar. Oxalá o congresso não aprove nada neste sentido, no que acredito, até porque, os sindicatos sempre se pautaram por professar o lixo ideológico, o que no Brasil, graças a Deus, tende a ficar cada dia menos expressivo, e reduzido a poucas figuras grotescas.

Vandeco disse...

Vão trocar seis por meia duzia.No Brasil não se muda nada que possa desenvolver ou que ajude o povo. Casta e mais castas dominam o país. As castas do legislativo, judiciário e executivo, bem como dos sindicalistas são algumas delas. Além dos pobres, através dos impostos, ajudarem os ricos a ficarem mais ricos, a iniciativa privada ajuda os funcionários dos poderes públicos terem melhores e excelentes aposentadorias. Isto é o Brasil!

Anônimo disse...

Piadas destas podem acabar com o Brasil.

Anônimo disse...

NÃO TEM QUE DAR NADA, ESTES VAGABUNDOS VÃO TRABALHAR.

Anônimo disse...

Esse tal dissídio coletivo vai pressionar os trabalhadores e tudo vai continuar como está. Fim do imposto sindical. Porque os sindicalistas têm tanto medo da contribuição voluntária? Por que eles sabem que, se depender de foro íntimo, não terão adeptos. Os trabalhadores já os conhece.