Às vésperas do impeachment, Dilma liberou o dobro do que liberou Temer em emendas parlamentares

O jornal ignorou a comparação.

O governo Michel Temer  usou a mesma estratégia de Dilma para obter apoio parlamentar em momentos difíceis:

- Dilma pagou R$ 3,2 bilhões em emendas parlamentares individuais às vésperas da votação do processo de impeachment, em abril e maio de 2016. Uma portaria do período antecipou o pagamento de R$ 1,8 bilhão àqueles que a julgariam uma semana depois. Em maio, com o impeachment no Senado, Dilma liberou mais R$ 1,4 bilhão.

O dinheiro consta do Orçamento e prevê distribuição de R$ 96,6 bilhões em emendas em 2017; R$87,5 bilhões para bancadas e R$9,1 bilhões em individuais. O governo Temer liberou, até julho, cerca de R$ 1,8 bilhão de um total de R$ 6,3 bilhões previstos no orçamento para as emendas individuais.

Mais de 61% (R$ 1,1 bilhão) do valor liberado pelo governo Temer em emendas foi para o Fundo Nacional de Saúde, não para parlamentares.

11 comentários:

Mordaz disse...

Isto não torna Temer inocente. Se é que é verdade pois como nos ensina Políbio Bragas, o jornalismo não é nada confiável.

Anônimo disse...

Pois é! Normal. Isso é atribuição da presidência liberar estes recursos. Ele só fez a sua parte.

Anônimo disse...

Pouca vergonha !
Mídia da MENTIRA ou falsas notícias.
FAKE NEWS !!!

Anônimo disse...

GLOBO VAI TRANSMITIR AO VIVO VOTAÇÃO CONTRA TEMER:

A rede Globo informou que irá transmitir ao vivo e sem interrupções a votação da denúncia contra Michel Temer na Câmara dos Deputados, marcada para o dia 2 de agosto; segundo a emissora, isso acontecerá mesmo se a deliberação for em horário nobre, interrompendo novelas, jogos e séries; A emissora abrirá a transmissão a partir do primeiro parlamentar a votar, e manterá a narração ao vivo até o último deputado declarar sua posição no microfone.

17 DE JULHO DE 2017

247 - Depois de ajudar a colocar Michel Temer no poder, a rede Globo agora pode televisionar o começo de seu fim.

A TV Globo transmitirá ao vivo toda a votação da denúncia contra Temer na Câmara dos Deputados, marcada para o dia 2 de agosto. Mesmo que seja em horário nobre, interrompendo novelas, jogos e séries.

A emissora abrirá a transmissão a partir do primeiro parlamentar a votar, e manterá a narração ao vivo até o último deputado declarar sua posição no microfone.

No impeachment de Dilma Rousseff, no dia 17 de abril de 2016, um domingo, a emissora ficou seis horas no ar -das 17h46 às 23h50. O afastamento de Fernando Collor também foi transmitido de forma ininterrupta.

PS: Antes disso o PGR vai oferecer uma segundo denuncia contra o traíra, depois a Rede Globo vai empareder Deputado por Deputado.

Anônimo disse...

Dilma manipulo a CCJ trocando 17 membros da também?

Anônimo disse...

GLOBO VAI TRANSMITIR AO VIVO VOTAÇÃO CONTRA TEMER:

A rede Globo informou que irá transmitir ao vivo e sem interrupções a votação da denúncia contra Michel Temer na Câmara dos Deputados, marcada para o dia 2 de agosto; segundo a emissora, isso acontecerá mesmo se a deliberação for em horário nobre, interrompendo novelas, jogos e séries; A emissora abrirá a transmissão a partir do primeiro parlamentar a votar, e manterá a narração ao vivo até o último deputado declarar sua posição no microfone.

17 DE JULHO DE 2017

247 - Depois de ajudar a colocar Michel Temer no poder, a rede Globo agora pode televisionar o começo de seu fim.

A TV Globo transmitirá ao vivo toda a votação da denúncia contra Temer na Câmara dos Deputados, marcada para o dia 2 de agosto. Mesmo que seja em horário nobre, interrompendo novelas, jogos e séries.

A emissora abrirá a transmissão a partir do primeiro parlamentar a votar, e manterá a narração ao vivo até o último deputado declarar sua posição no microfone.

No impeachment de Dilma Rousseff, no dia 17 de abril de 2016, um domingo, a emissora ficou seis horas no ar -das 17h46 às 23h50. O afastamento de Fernando Collor também foi transmitido de forma ininterrupta.

PS: Antes disso o PGR vai oferecer uma segundo denuncia contra o traíra, depois a Rede Globo vai empareder Deputado por Deputado.

Anônimo disse...

Um erro não justifica o outro senhor editor. Ambos estão errados. A diferença é que Dilma errou e foi defenestrada e o atual Presidente continua com as mesmas peráticas que, se não configuram crime, são completamente imorais.
Quabdo será ele também defenestrados pelos seus erros?

Anônimo disse...

Diz o dito popular:O macaco senta em seu rabo e fica criticando o do outro.

Anônimo disse...

Os caras da esquerda escarlates bolivariana atrasada que mentem e são incoerentes, não aceitam a verdade.A verdade dói, mas tem que ser dita.

Anônimo disse...

Fonte Valor econômico.

http://www.valor.com.br/politica/5040334/antes-da-ccj-temer-distribuiu-r-15-bilhoes-em-programas-e-emendas

Anônimo disse...



muito interessante espero que publique o outro, ainda não vi publicado?

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/07/1901843-por-que-a-china-nao-quer-que-suas-grandes-empresas-invistam-no-exterior.shtml